ES: número de casos de Coronavírus entre presos e servidores aumenta quase cinco vezes em um mês

Mais de 112 detentos do sistema penal e 11 adolescentes do sistema socioeducativo do Espírito Santo testaram positivo para Covid-19. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Justiça e pelo Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) nessa terça-feira (16).

De acordo com informações da Sejus, até agora, 261 presos e servidores testaram positivo e quatro pessoas morreram por Covid-19. O número de casos é quase cinco vezes maior que o registrado há um mês.

A secretaria informou que dos casos, 112 são entre detentos. Deles, 87 estão curados, 23 ainda estão doentes e dois morreram.

Já entre os adolescentes internos no Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), 11 foram testados para o vírus. Seis estão curados e já voltaram ao convívio social e os outros cinco estão em isolamento dentro da unidade recebendo cuidados médicos.

Entre os servidores que atuam no Iases foram 70 casos confirmados de coronavírus. Dos infectados, 36 estão curados e já voltaram ao trabalho, 31 estão em isolamento domiciliar, dois estão hospitalizados e um morreu.

Aumento

Há um mês, entre servidores e presos, eram 53 confirmações da doença no sistema carcerário e (45 detentos e oito servidores) e 23 casos no Iases.

Para conter o avanço da doença, a Sejus e o Iases tomaram medidas tanto de isolamento quanto sanitárias.

O secretário estadual de Justiça, Luiz Carlos de Carvalho Cruz, explicou o aumento de casos entre servidores e detentos é reflexo do crescimento da doença no estado, visto que o sistema carcerário não é isolado da sociedade e que os profissionais que atuam, tanto na segurança quanto na saúde dos presos, circulam fora da unidade.

Sobre os detentos com suspeita da doença, o secretário de Justiça informou que são colocados em isolamento dentro da própria unidade prisional e testados.

Depois do resultado, os que têm confirmação de Covid-19 são passados para outro setor de isolamento.

“O fator de risco é a relação que ele tem, o grau de contato com o próprio profissional de saúde que dá assistência dentro da unidade prisional. Todos esses profissionais que têm vida fora da unidade prisional podem ser um vetor de contágio. Por isso, temos que ter essa preocupação e diminuir a interação”, disse o secretário.

Secretário de Justiça do Espírito Santo — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Além das medidas entre os presos que apresentam o sintomas, a Sejus também reduziu o número de pessoas que circulam nas unidades e vetou visitas sociais e religiosas.

Os presos que tinham empregos externos a unidade tiveram a atividade suspensa. A secretaria também está confeccionando máscaras para as 35 unidades prisionais.

Com o salto de 23 para 81 casos em um mês, o Iases mudou vários procedimentos para garantir a saúde dos profissionais e dos internos, como a medição de temperatura de quem chega para o trabalho e a suspensão das visitas aos adolescentes.

“Por causa das visitas suspensas, fizemos a intensificação de videochamadas. Compramos EPIs como luvas, óculos, aventais e máscaras. Todos os adolescentes que ingressaram no nosso sistema nesse período ficam em quarentena por 14 dias”, explicou o diretor de estratégia do Iases, Fábio Modesto de Amorim Filho.

Detentos afastados

A secretaria de Justiça também informou que 500 detentos estão em prisão domiciliar monitorada por estarem no grupo de risco da doença.

A medida atende uma orientação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Segundo o secretário, quando as medidas de isolamento social acabarem, a prisão domiciliar será revista por um juiz.

Leia mais

Saúde divulga 5º boletim de sarampo

De janeiro até essa quinta-feira (12), o Espírito Santo teve 12 notificações de casos suspeitos da...

Coopeavi e Bandes firmam acordo para facilitar aquisição de resfriadores por cooperados

A Coopeavi firmou parceria junto ao Banco de...

Estado de saúde de Paulo Márcio é grave, mas familiares continuam pedindo orações

O prefeito de Água Doce do Norte, Paulo Márcio, continua internado em uma UTI do Hospital Maternidade São José, localizado na cidade de Colatina. O...

Leia também