ES: mulher é presa suspeita de matar idoso para roubar salário da aposentadoria

 

Uma mulher de 21 anos foi presa acusada de matar um idoso, 87, para roubá-lo, segundo a polícia. O crime aconteceu no dia 30 de março, na casa da vítima, no bairro Campinho da Serra, na Serra, na Grande Vitória. A informação é de Glacieri Carraretto, do G1 ES.

Havia apenas dois meses que o aposentado Manoel Roela Sobrinho tinha se curado da Covid-19, após ficar oito dias internado.

A investigação da Polícia Civil apontou que a autora do crime era uma jovem com quem o idoso mantinha relações sexuais em troca de dinheiro. Ela foi presa na sexta-feira (21).

“No dia do crime, os policiais encontraram a casa trancada, fato que nos chamou atenção, nos levando a pensar o autor seria alguém que a vítima conhecia e que frequentava o local”, observou o delegado Gianno Trindade, titular da Delegacia de Segurança Patrimonial.

Por terem um relacionamento de anos, a jovem chegou a ser chamada para prestar depoimento e confessou o crime dando a versão de que teria agido em legítima defesa.

“Ela confessou o crime dando a versão de que saiu de um bar e precisava de dinheiro, por isso foi até a casa do idoso e lhe pediu R$ 20. Ele teria se recusado, os dois discutiram e, na versão dela, ele a teria pegado pelo pescoço, momento em que ela pega uma faca que estaria em cima do sofá”, detalhou o delegado.

O laudo cadavérico, porém, apontou que a vítima foi alvo de oito facadas nas costas. “Isso mostra a clara intenção de matar o senhor, não tendo como se defender. Ela levou a carteira da vítima, que tinha R$ 200 em espécie, e também celular. Tanto o telefone quanto os documentos ela descartou pela rua”, pontuou Gianno Trindade.

Para o delegado, por conhecer a rotina do idoso, a residência e que ele receberia o pagamento da aposentadoria naquele dia. “Ela sabia que a vítima guardava dinheiro e durante a semana chegou a falar com amigos que precisava de dinheiro rápido”, explicou.

No dia do crime, o filho contou que, na véspera do crime, ele sacou o dinheiro da aposentadoria, mas deixou a maior parte do dinheiro na casa de um parente.

 

Manoel Roela Sobrinho, de 87 anos, foi morto a facadas

Manoel Roela Sobrinho, de 87 anos, foi morto a facadas


Leia mais

Leia também