ES: menina de 5 anos morre espancada e padrasto é preso como suspeito

Uma menina de cinco anos morreu na tarde desta segunda-feira (19) após ter sido espancada dentro da casa onde morava no bairro Cidade Nova, na Serra, na Grande Vitória.

Um laudo preliminar do Departamento Médico Legal (DML) de Vitória aponta a violência como causa da morte da criança e padrasto dela, de 35 anos, foi preso como suspeito do crime.

De acordo com informações da Polícia Civil, Agatha Vitória Santos Godinho e o irmão haviam sido deixados pela mãe no início da tarde de segunda sob a responsabilidade do padrasto. Um tempo depois, a mãe recebeu uma ligação da irmã, dizendo que, segundo o padrasto, Agatha Vitória havia passado mal após almoçar.

Agatha Moreira Santos Godinho, de 5 anos, morreu vítima de espancamento na Serra

Ao chegar em casa, a mulher encontrou a filha desacordada na cama e a levou até um posto da Eco-101, às margens da BR-101, onde socorristas constataram não só que a menina já estava morta, como também que havia sinais de espancamento em várias regiões de seu corpo, como na barriga, nas mãos e na cabeça.

O corpo da menina foi levado para o DML. No posto da Eco-101, o padrasto da criança reafirmou que a menina havia passado mal.

A Polícia Militar foi acionada pelos socorristas e o homem foi levado para a Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Na delegacia, Elisnai Borges Eloy se recusou a prestar novos esclarecimentos, mas, em função do laudo preliminar do DML, que aponta espancamento, ele foi autuado por homicídio qualificado por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

Na manhã desta terça (20), o homem foi levado para fazer exames no DML e de lá deverá seguir para o presídio.

Elisnai Borges Eloy, 35, foi preso suspeito de ter assassinado menina de 5 anos.


Leia mais

Leia também