ES: mais de 90 pessoas isoladas em hotel passam por exames de Covid-19 após indiano testar positivo

 

Mais de 90 pessoas entre funcionários e hóspedes continuam isoladas neste sábado (29) em um hotel, em Jardim Camburi, Vitória. O grupo está sem sequer poder circular pelos corredores do estabelecimento desde sexta-feira (28), após um hóspede indiano testar positivo para Covid-19. A reportagem é de Diony Silva, da TV Gazeta.

O hotel está sendo monitorado pela Secretaria de Saúde e foi interditado pela Vigilância Sanitária, ninguém entra e nem sai do local. A amostra do indiano também está sendo testada para verificar se o vírus que ele carrega é da variante indiana ou não.

O governo do Estado já enviou os exames dele para a Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. A expectativa é de que em até cinco dias saia o resultado.

“Aqui não temos contato com outros hóspedes, o serviço do hotel tem sido mantido normalmente e com os procedimentos adequados”, contou, por telefone, um hóspede que está isolado e não quis se identificar.

Outras duas pessoas que também saíram da Índia para ao Espírito Santo, e estão no hotel, tiveram o diagnóstico negativo para a contaminação pelo coronavírus. A variante indiana preocupa principalmente pela velocidade de transmissão.

Estão no hotel 57 hóspedes, incluindo cinco crianças, e 37 funcionários.

Ao longo da manhã de sábado, equipes das Secretarias de Saúde de Vitória e do Estado estiveram no estabelecimento recolhendo amostras nos funcionários e hóspedes que ainda não haviam sido testados.

Os exames foram concluídos por volta de meio-dia e as amostras levadas para o Laboratório Central. Os resultados devem sair em 48 horas.

Para a epidemiologista Ethel Maciel a investigação e o isolamento do grupo no hotel é importante, só que é preciso investigar mais, já que o indiano infectado chegou ao país por São Paulo e teve contato com outras pessoas.

“Essa variante é muito mais transmissível que outras e pode escapar do nosso sistema imunológico, ou seja, pessoas que já tiveram Covid-19 podem ter novamente ou quem está no intervalo entre as doses da vacina também pode ser contaminado”, explicou Ethel.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) já investiga outro caso suspeito da variante, um homem que teve sintomas, testou negativo para a doença e esteve em um voo com um passageiro contaminado.

A direção do hotel informou que está colaborando com as autoridades e que adotou protocolos sanitários para garantir a segurança de todos. O hotel suspendeu por 48 horas a venda de novas reservas para analisar a evolução do quadro. Enquanto o local permanecer isolado, outros hotéis da cidade vão ajudar recebendo os hóspedes que têm reservas programadas para os próximos dias.

No Brasil, foram confirmados casos da variante no Maranhão, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

A variante indiana do novo coronavírus, a B.1.617, já foi oficialmente detectada em 49 países e quatro territórios, segundo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) publicado nesta quarta-feira (26).

De acordo com o documento da OMS, a B.1.617 é mais contagiosa em uma comparação inicial com a variante britânica, mas ainda é investigado se ela está relacionada a quadros mais graves de Covid-19 e se ela aumenta o risco de reinfecção.

Indiano hospedado em um hotel de Vitória testou positivo para Covid-19 — Foto: Caíque Verli/TV Gazeta

Indiano hospedado em um hotel de Vitória testou positivo para Covid-19 — Foto: Caíque Verli/TV Gazeta


Leia mais

Leia também