ES: gesseiro foi assassinado após procurar traficante em morro rival, diz polícia

O gesseiro Douglas Martins, de 26 anos, encontrado morto dentro de um carro no bairro Santa Tereza, em Vitória, em fevereiro deste ano, foi assassinado após procurar um traficante em um morro rival. A conclusão das investigações do caso por parte da Polícia Civil foi divulgada nesta segunda-feira (22).

De acordo com a polícia, Douglas tinha a intenção de chegar até o Morro do Cabral, em Vitória, onde procuraria por Cleber de Oliveira Junior (conhecido como Osvaldinho), o chefe do tráfico de drogas no local.

No entanto, ao errar o caminho, ele acabou chegando ao Morro do Alagoano. Lá, foi recebido por traficantes do grupo rival ao de Osvaldinho. Foi então que o líder deles, Milton Santos, ordenou a morte do gesseiro.

“A vítima veio do município de Vila Velha. Quando chegou em Vitória, ele queria, na verdade, ir para o Morro do Cabral. Por esse motivo, o chefe do Alagoano (Milton Santos) se sentiu desprestigiado por ele chegar procurando seu rival e isso fez com que ocorresse a determinação. O chefe deu a arma do crime e determinou a execução da vítima”, explicou o delegado titular da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória, Marcelo Cavalcanti.

O caso

O corpo de Douglas Martins foi encontrado na tarde do dia 16 de fevereiro dentro de um carro no bairro Santa Tereza, em Vitória.

Um vídeo de câmeras de videomonitoramento registrou o momento em que o carro onde ele estava foi abandonado por quatro homens.

Um deles, que saiu pela janela de trás, estava com uma arma na mão. Eles fugiram correndo pela rua.

O veículo onde o corpo foi encontrado era da irmã da jovem. Ela contou que emprestou o carro a Douglas para que ele levasse os filhos dela ao shopping. No entanto, o gesseiro deixou as crianças e desapareceu.

De acordo com Marcelo Cavalcanti, o assassinato do gesseiro aconteceu quando os autores do crime o transportavam dentro do carro. A intenção era jogar seu corpo no território dominado por traficantes do Morro do Alagoano.

Segundo as investigações, cinco pessoas participaram do crime, incluindo um menor de idade. Quatro deles estavam dentro do carro com a vítima. Milton Santos, que foi o mandante da morte, não estava no veículo.

Dos quatro suspeitos maiores de idade envolvidos no crime, Alexandre de Oliveira e Luciano de Oliveira ainda estão foragidos.

Em função do barulho dos disparos, o motorista do veículo se assustou e acabou batendo em um outro carro. Pouco tempo depois, todos abandonaram o veículo com o corpo dentro.

Prisões

Dos cinco autores do crime, dois estão presos: Milton Santos e Mateus Dalmontica. Já os outros dois, identificados como Alexandre de Oliveira e Luciano de Oliveira, ainda estão foragidos, bem como o adolescente, que não teve a identidade revelada.

O delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda, pediu o apoio da população para que os foragidos sejam encontrados. Denúncias podem ser feitas pelo 181.

Leia mais

Leia também