ES: dupla é presa com sacola de cabos e fios de iluminação pública furtados

 

Dois homens foram flagrados com cabos e fios furtados — Foto: Divulgação/Prefeitura de Vitória
Dois homens foram flagrados com cabos e fios furtados — Foto: Divulgação/Prefeitura de Vitória

Dois homens foram presos na noite desta quinta-feira (21) no bairro Santa Lúcia, em Vitória, suspeitos de furtar cabos e fios de iluminação pública da cidade. No momento da prisão, eles carregavam uma sacola contendo o material furtado.

A prisão da dupla, feita por agentes da Guarda Municipal da capital capixaba, ocorreu após um outro suspeito, que havia sido localizado na manhã do mesmo dia, ter ajudado a identificar os comparsas.

“A equipe fez a abordagem de dois indivíduos carregando uma sacola. Vimos que essa sacola tinha uma boa quantidade de fios que haviam acabado de ser subtraídos. E dentro da mochila com outro indivíduo, tinha um alicate verde. Essas são as pessoas que estão fazendo diversos furtos de cabos e fios de iluminação pública pela cidade”, disse o secretário de Segurança Urbana, Ícaro Ruginski.

Os dois homens foram encaminhados à Delegacia Regional de Vitória.

Operação contou com a participação do prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, e do secretário de Segurança Urbana, Ícaro Ruginski — Foto: Divulgação/Prefeitura de Vitória
Operação contou com a participação do prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, e do secretário de Segurança Urbana, Ícaro Ruginski — Foto: Divulgação/Prefeitura de Vitória

Em Vila Velha, a Guarda Municipal também iniciou uma operação, desde a última terça-feira (19), para identificar ferros-velhos que compram fios de cobre furtados. Uma grande quantidade desses materiais foi descoberta em um ferro-velho no bairro Ilha dos Ayres.

Para os agentes da Guarda, os cabos seriam derretidos para que os fios de cobre fossem vendidos. O produto encontrado no ferr- velho é fruto de receptação, ou seja, estava sendo vendido após ter sido furtado de instalações públicas. O dono do ferro-velho negou o crime, mas teve o estabelecimento interditado.

De acordo com a Prefeitura de Vila Velha, só nos primeiros 15 dias de janeiro foi registrado o furto de mais de 120 metros de cabos elétricos de semáforos, gerando um custo de manutenção de R$ 25 mil por mês para o poder público municipal. No ano passado, o gasto total foi de R$ 300 mil.

 

Leia mais

Leia também