ES: Delegado da Polícia Civil e dois soldados da Polícia Militar são flagrados com drogas

Um delegado e dois soldados foram encaminhados à delegacia para prestar esclarecimentos sobre uma droga encontrada com eles. Um morador ligou para a polícia, alegando que uma casa estava sendo invadida no bairro Morada do Sol, em Vila Velha. Quando a PM chegou ao local, encontrou os soldados e o delegado, que já teve processo arquivado na corregedoria da Polícia Civil.

O delegado David Santana Gomes chegou ao DPJ de Vila Velha por volta das 20 horas de quarta-feira (27). Entrou na delegacia, retornou para o pátio e foi até um carro, de onde tirou, do porta malas, um saco preto com algo dentro. Ele entregou o material para um policial civil e entrou novamente no DPJ. Ele ainda segurava uma arma. Minutos antes, um comboio de viaturas das Polícias Militar e Civil chegou na delegacia.

O portão do local foi fechado, impedindo a presença da imprensa no pátio. Uma situação bem diferente, já que equipes sempre gravam na área externa da delegacia. No entanto, mesmo da calçada, a equipe da TV Vitória / Record TV conseguiu registrar a movimentação. A polícia fez uma varredura no carro branco que seria do delegado David Gomes, onde encontraram uma mala e, dentro dela, uma pistola. Um colete a prova de balas e munição também foram localizados.

No interior do veículo, os policiais acharam mais uma arma. Informações são de que a polícia foi acionada por um morador do bairro Morada do Sol, de que uma casa estava sendo arrombada. Quando a Polícia Militar chegou ao local, encontrou o delegado e dois soldados que estariam afastados do serviço por dispensa médica.

O trio alegou que estava atrás de um traficante. Por meio de nota a Secretária de Segurança Pública confirmou que o delegado e os militares foram encontrados nessa residência e que com eles estava uma sacola com drogas. Depois de mais de uma hora, o delegado saiu da delegacia.

Por volta das 21h30, o delegado, acompanhado de uma mulher, em um carro descaracterizado da polícia. O portão foi aberto. Sentado no banco do carona, eles saíram com com os vidros do veículo fechados.

O delegado David Gomes, segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) atua na delegacia de Piúma, no Sul do Espírito Santo. Ele já teve um processo arquivado na corregedoria da Polícia Civil.

A reportagem procurou a Polícia Militar e a Polícia Civil para saber se a corregedoria vai apurar o caso. A PM disse que irá se pronunciar sobre o caso somente após a ocorrência ser concluída. A PC informou apenas que a ocorrência está em andamento e que a corregedoria está monitorando o caso.

Delegado flagrado com drogas em Vila Velha diz que material fazia parte de ação policial

A casa onde o delegado da Polícia Civil e dois policiais militares foram flagrados com drogas, em Vila Velha, havia sido alugada há poucos dias por meio de um site de anúncios. Os três prestaram depoimento e foram liberados. Por meio de trocas de mensagem, o delegado afirmou que tudo se tratava de uma operação de busca e apreensão.

Os três foram flagrados depois que moradores avisaram o proprietário da residência que o local estava sendo arrombado, na região de Morada do Sol, em Vila Velha. Um policial civil, morador do bairro, foi ao local prestar auxílio e encontrou o portão entreaberto, com sinais de arrombamento. Quando entrou, encontrou o trio com uma sacola de lixo, onde havia tabletes de maconha.

Os três se identificaram como delegado da Polícia Civil de Anchieta e militares de Vila Velha. Eles ainda alegaram que estavam rastreando um traficante ,que se escondia na casa. Até tentaram sair do local sem registrar ocorrência, alegando que a polícia estava atrapalhando a operação deles, mas os policiais acharam tudo muito estranho, pois não é comum uma operação sem o conhecimento dos superiores.

Os dois militares, inclusive, estão afastados do trabalho por problemas de saúde. Foram apreendidos 17 tabletes de maconha. O trio foi encaminhado ao DPJ e, depois disso, foi pedido auxílio do canil da PM para fazer uma busca na residência. No local, a polícia apreendeu mais uma quantidade de haxixe e material para embalo de entorpecentes.

Moradores do bairro não quiseram comentar sobre o caso. O proprietário da residência não foi localizado. Para a polícia, ele informou que aluga o imóvel para temporada e que havia alugado para uma pessoa há poucos dias, por meio de um site de anúncios, mas não soube dizer o nome do inquilino.

O delegado David Santana Gomes e os dois policiais militares prestaram depoimento na Delegacia de Vila Velha e foram liberados. O caso será investigado pelas corregedorias, tanto da Polícia Militar quanto da Civil.

Na rede social, o delegado falou sobre o que aconteceu. A produção da TV Vitória / Record TV o procurou e, por meio de troca de mensagens, ele se posicionou sobre o fato. Afirmou que o lado dele é da verdade dos fatos e disse que tudo se tratou de uma ação rotineira de investigação, na qual, após diligências, apurou que a casa em questão era usada como depósito de drogas.

Ele afirmou ainda que solicitou apoio dos colegas civis, mas que por estarem ocupados, não puderam atender. Para não perder a apreensão, solicitou ajuda dos militares que residem em Vila Velha. Após entrarem na casa, foram interrompidos com a chegada de uma viatura, que identificou que se tratava de uma operação. Após isso, chegou um capitão da PM informando que a casa era do irmão dele.

O delegado disse ainda que questionado ao capitão sobre quem teria alugado, o irmão não soube responder. Contou que as drogas foram conduzidas por ele para a delegacia e que, em decorrência do conflito de atribuição criado, foi encaminhado à corregedoria, onde tudo foi esclarecido.

Ele ainda lamentou que uma ocorrência que deveria resultar em elogios e vibrações por parte da sociedade se transforme nisso e finalizou dizendo que é titular de uma unidade policial e, por isso, ele comanda as operações. Os policiais, quando realizavam a operação citada, não estavam fardados.

Os dois soldados também foram procurados e disseram que são conhecidos do delegado e, por isso, ajudaram na operação a pedido dele. Eles deram a mesma versão dos fatos.

*Com informações de Rafaela Freitas, da TV Vitória / Record TV

Leia mais

Eleições 2020: Propaganda irregular nas redes sociais gera multa para candidatos de Camboriú (SC) e Orleans (SC)

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina condenou três pessoas ao pagamento de multa, individualmente, no montante de R$ 5 mil, por propaganda eleitoral...

Com apoio da cadela Jade, PM apreende drogas em Nova Venécia

A equipe da Força Tática e militares da...

Ministério Público constata 685 casos de Coronavírus em asilos e abrigos do Espírito Santo

O acompanhamento semanal realizado pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES) constatou um total de 685 casos de pessoas contaminadas por Covid-19 em instituições...

Leia também

Polícia Federal atuará junto a órgãos de segurança durante as eleições

A Polícia Federal e a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública assinaram um Acordo de Cooperação Técnica para trabalharem...