ES: deficiente físico é espancado após acusação de motorista de aplicativo

Um técnico de informática foi espancado depois de ser acusado de roubo por um motorista de aplicativo na Serra, na região Metropolitana de Vitória. O crime aconteceu no último domingo e é investigado pela Polícia Civil. A empresa baniu o profissional da plataforma.

A vítima Anderson Batista contou que estava em uma corrida quando começou a ser acusado pelo motorista de tentar assaltá-lo.

“Do nada o motorista falou que achou que eu iria assaltar ele, que era para eu descer na Reta do Aeroporto e iniciou uma discussão. Eu disse que não desceria ali porque era ermo, parado e que não conhecia nada. Então ele prosseguiu até a frente de um supermercado, quando ele tentou me tirar do carro de forma violenta e as outras pessoas se aproximaram e me agrediram”, relatou.

Quando o técnico de informática caiu no chão, o grupo de pessoas chutou e deu socos nele. A boca e outras partes do corpo ficaram machucadas.

“Umas pessoas diziam que eu era assaltante, outros diziam que eu era estuprador, outros diziam que eu era pedófilo e eu, naquela ânsia do que aconteceria comigo, acabei fugindo para as ruas laterais”, contou Anderson, que é deficiente físico e não conseguiu se defender das agressões.

Depois das agressões, Anderson procurou uma delegacia e registrou um Boletim de Ocorrência. Ele fez exame de Corpo de Delito no Departamento Médico Legal de Vitória.

A Uber informou, por nota, considera inaceitável o uso de violência e que este tipo de comportamento configura violação aos termos de uso da plataforma. A conta do motorista foi desativada. A empresa disse que está à disposição das autoridades para colaborar com as investigações.

Com informações do G1ES

Homem é espancado após acusação de ser criminoso no ES — Homem agredido é deficiente físico e registrou o caso em uma delegacia, no ES — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Leia mais

Adolescentes são flagrados pulando na frente de caminhões na BR-101, no Espírito Santo

Segundo a PRF, o objetivo dos jovens era forçar os caminhoneiros a realizar manobras arriscadas. Os vídeos da ação seriam postados nas redes sociais.

Ministério da Saúde estende atendimento psicológico do TelePSI a todos profissionais essenciais

Professores, bombeiros, motoristas e cobradores de ônibus, policiais e outros profissionais de serviços essenciais agora também podem ter consultas psicológicas e psiquiátricas gratuitas pelo...

Mais de 13 mil brasileiros já voltaram ao País com a ajuda do Itamaraty

Na Índia, o Itamaraty embarcou 121 brasileiros e 6 familiares estrangeiros – Foto: ...

Leia também

Majeski solicita suspensão de licitação milionária da Assembleia do Espírito Santo

O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) apresentou solicitação formal para que o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo (Ales) suspenda o...

“O povo está cansado de Pereiras e dos Anjos”, Mito ou Verdade?

Sempre que o assunto é política, moradores de Barra de São Francisco usam uma frase que já se tornou popular. "O povo está cansado...

BSF: cantor Adilson Câmara registra ocorrência policial por ter carro apedrejado

Depois do episódio de vandalismo contra veículos contendo adesivos da campanha política em Barra de São Francisco, mais um caso de violência gratuita foi...

Cadáver é encontrado em São Gabriel da Palha, após denúncia anônima

Um cadáver foi localizado, nesta segunda-feira (19), próximo ao campo de futebol do Bairro São Sebastião em São Gabriel da Palha. A Polícia Militar foi...