ES: adolescente morre após 4 horas de espera por atendimento em hospital

Compartilhe

Um adolescente de 16 anos morreu depois de esperar por atendimento durante quatro horas na porta de um hospital em Vila Velha, na Grande Vitória. O garoto estava dentro de uma ambulância que saiu de Cachoeiro de Itapemirim, onde ele morava com a família. O motivo da demora seria a falta de vaga. As informações são de Daniela Carla, da TV Gazeta.

Kevinn Belo Tome da Silva começou a passar mal em casa na última terça-feira (26). No dia seguinte ele foi levado para o Pronto Atendimento Paulo Pereira Gomes, que fica no bairro Baiminas, em Cachoeiro de Itapemirim. Com o agravamento do quadro, Kevinn foi internado.

Nesta sexta-feira (29), os médicos informaram à família do adolescente que ele precisaria de uma vaga em algum hospital para ser transferido para a UTI.

A professora Clayde Aparecida Belo da Silva, tia de Kevinn, disse que o garoto sentia falta de ar e tinha uma infecção. De acordo com ela, os médicos disseram aos parentes do adolescente que nenhum hospital de Cachoeiro poderia receber Kevinn.

“Sentia dor na parte esquerda do corpo, a respiração muito ofegante não conseguia levantar, para tirar da cama era difícil. A médica que me atendeu falou ‘Clayde, o Kevinn está tendo uma infecção e nós vamos precisar transferi-lo para ser internado em um hospital. Como em Cachoeiro o [hospital] infantil não pega com 16 anos, só até 15 anos e nove meses, e os outros dois hospital, Evangélico e Santa Casa, não recebem dessa idade, só a partir de 18”, disse a tia.

Kevinn e a mãe saíram de Cachoeiro por volta das 22h30 em uma ambulância paga, segundo a família, pelo governo do estado. Segundo a mãe, o garoto teve duas paradas cardíacas no caminho até Vila Velha.

“Eu vim de lá de Cachoeiro com uma vaga reservada aqui. Dentro da ambulância ele teve duas paradas cardíacas no meio do caminho e outra ali [na porta do hospital]. Ele [falava] ‘mãe, não me deixa morrer, eu acho que vou morrer hoje”. Eu falei: não vai, meu filho”, disse Suzana Belo da Silva, mãe de Kevinn.

A família de Kevinn afirma ter sido comunicada pelos médicos do pronto atendimento de Cachoeiro que haveria uma vaga de UTI para o adolescente no hospital da Grande Vitória. Por volta de meia-noite e meia, a ambulância chegou ao Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba) em Vila Velha.

No entanto, ao chegar ao Himaba, Kevinn não conseguiu dar entrada. Desesperado com a demora no atendimento, um primo da mãe de Kevinn, o pastor Antônio Marcos Santana da Silva, começou a gravar vídeos mostrando o sofrimento.

“A ambulância chegou aqui meia-noite e 30. Não veio um médico um médico lá de dentro, não veio dar nenhuma assistência, um descaso. Os médicos da remoção ficaram aqui fora pedindo para botar o menino para dentro, para arrumar uma vaga para ele. Já vai amanhecer, fecharam a ambulância, os médicos tentaram reanimar ele, não sei o que está acontecendo. Ele só vai entrar se estiver vivo”, falou o primo em um dos vídeos gravados na madrugada.

Em um dos vídeos, é possível ouvir a médica que acompanhava Kevinn na ambulância explicando a alguém que o caso do adolescente era muito grave.

“Ele não é paciente de pronto socorro, ele é um paciente de UTI. Então eu estou aqui na porta do Himaba, sem vaga, sem leito com o paciente com insuficiência respiratória. Ele está em gravíssimo estado geral”, disse a médica.

Por volta de 4h30, Kevin não resistiu à terceira parada cardíaca e morreu dentro da ambulância. A família diz que depois que o menino já estava morto a mãe foi chamada pra fazer o prontuário.

“A hora que ele teve a última parada cardíaca, que eles tentaram levar para dentro do hospital, os médicos falaram ‘agora não, agora nós vamos ter que fazer aqui [na ambulância]’. A mãe não percebeu e aí convidaram a minha prima para ir lá na frente um prontuário. Ela saiu alegre. Ela não sabia”, relatou o primo da mãe de Kevinn.

A família registrou um boletim de ocorrência na delegacia e quer que o caso seja investigado. Em nota, a Polícia Civil informou que o caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Kevinn Belo Tome da Silva, de 16 anos, morreu depois de esperar por 4h na porta de hospital em Vila Velha, ES

Kevinn Belo Tome da Silva, de 16 anos, morreu depois de esperar por 4h na porta de hospital em Vila Velha, ES

Veja também

‘Negligência’: hospital afasta médicas que deveriam ter recebido adolescente que morreu após 4h de espera por atendimento

ES: hospital diz que tinha leito reservado, mas médica não recebeu adolescente

Adolescente morre em frente a hospital à espera de vaga para UTI

 

Leia também

Brasil discutirá maneiras de implementar mercado de crédito de carbono

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, fala hoje (17) sobre os desafios e estratégias de implementação do...

Mutirão em Barra de São Francisco para Inscrições nos cursos do Qualificar ES

Os moradores de Barra de São Francisco têm até este sábado, 21, para realizar as inscrições em cursos...

Bolsonaro descarta taxar compra por meio de aplicativos estrangeiros

O presidente Jair Bolsonaro descartou hoje (21), em sua conta no Twitter, a edição de medida provisória (MP)...

Divulgado resultado do processo seletivo para agentes que vão trabalhar no Censo 2022

Mais um passo foi dado rumo à realização do Censo Demográfico 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e...

Candidatos selecionados para entregar carnês do IPTU são convocados para contratação

C O M U N I C A D O   A SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO EM CONJUTO COM A...

Abertura da Exponoroeste será nesta quarta-feira (25)

O grande evento da realização da I Exponoroeste, Feira de Economia Solidária, Artesanato, Agroindústria e Agricultura Familiar terá...

Ministério da Mulher lança plano de enfrentamento à violência contra crianças

O Ministério da Mulher, da Família e Direitos Humanos anunciou hoje (18) o lançamento do Plano Nacional de Enfrentamento à Violência contra...

CNA entrega propostas do setor para construção do Plano Safra de 2022/2023

Nesta terça-feira (17), a Confederação Nacional de Agricultura (CNA) entregou as propostas relativas às demandas do setor agropecuário...