Mesmo vacinados, alguns americanos pretendem usar máscaras ainda por um longo período; entenda

Sempre que Joe Glickman sai para fazer compras, ele coloca uma máscara N95 e outra de pano por cima. Depois veste óculos de proteção. O americano tem adotado esse protocolo de segurança nos últimos 14 meses. Não mudou depois que ele contraiu o coronavírus em novembro passado. Nem passou a ser diferente quando, no início deste mês, já estava totalmente vacinado.Mesmo após o presidente Joe Biden dizer na semana passada que as pessoas totalmente vacinadas não precisam mais usar máscara, Glickman disse que planeja manter seu protocolo por, pelo menos, os próximos cinco anos. A reportagem é do jornal O Globo.

No Brasil, onde a cobertura vacinal é muito inferior, e casos e mortes por Covid-19 seguem em patamares altíssimos, a recomendação é continuar usando máscaras e praticando o distanciamento social por, pelo menos, os próximos meses.

A reportagem ainda diz que, nos EUA, sob outras recomendações de saúde pública, muitos americanos estão dispensando o acessório. Glickman, porém, está entre aqueles que dizem que planejam manter seus rostos cobertos em público indefinidamente.

Para essas pessoas, que listam uma combinação de ansiedade, novas variantes do vírus ou mutações resistentes a vacinas, a vida sem máscara está em suspenso — talvez para sempre.

“Não tenho problemas em ser uma das únicas pessoas (a usar máscara)”, disse Glickman, fotógrafo profissional e músico de Albany, NY. “Mas não acho que serei o único”.

Dados de saúde pública mostram que o uso de máscaras e o distanciamento social tiveram impacto positivo sobre outros problemas de saúde, além de desacelerar a disseminação da Covid-19.

Enquanto mais de 34 mil adultos americanos morreram de gripe na temporada de 2018-19, este ano as mortes devem permanecer na casa das centenas, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Usuários de máscaras dizem que seus sintomas de alergia sazonal, por exemplo, parecem ter diminuído.


Leia mais

Leia também