Enivaldo protesta contra novos pátios e pede ação da CPI da Máfia dos Guinchos

O ainda deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD), que assume a Prefeitura de Barra de São Francisco a partir do dia 1º de janeiro, protestou neste sábado (26) contra a instalação “na marra” de um pátio do Detran em Barra de São Francisco e fez um apelo para que a deputada Janete de Sá (PMN) assuma o comando da CPI da Máfia dos Guinchos e saia em socorro dos municípios do interior do Estado.

“Estão aproveitando minha saída da Assembleia para voltar a criar esses pátios e começar um processo de apreensão em massa de veículos para alimentar financeiramente esse sistema, que já comprovamos ser suspeito pelo vício criado no passado. A CPI apurou e comprovou a relação promíscua entre as autoridades públicas e as empresas que operam esses pátios e seus guinchos, inclusive tendo havido condenação judicial de agentes públicos nesse período”, disse Enivaldo.

Dentre as primeiras medidas que adotará em sua gestão, Enivaldo disse que vai municipalizar o trânsito em Barra de São Francisco e esta foi uma das orientações ao futuro secretário municipal de Defesa Social, Trânsito e Guarda Municipal, capitão PM da reserva Valmer Francisco Simões.

“Reclamei diretamente ao governador e ele me prometeu encaminhar minha queixa ao comandante geral da Polícia. Eu vou reagir, não vamos deixar que essas práticas voltem a se repetir. O mesmo problema está acontecendo em Ecoporanga”, disse Enivaldo.

O prefeito eleito considera “um absurdo, em plena pandemia, o Detran ficar atrás de migalhas, dinheiro de IPVA, com a população sem trabalhar, doente , desesperada por falta de vacinas” e acrescentou: “Isso destroi a autoridade do governador e o coloca como marcado perante a população , muitos sem dinheiro nem pra comer, enquanto o Detran, que sempre nadou em dinheiro, correndo atrás de mais dinheiro”.

Enivaldo voltou a criticar a apreensão de veículo por causa de não pagamento de IPVA. “É proibido apreender qualquer bem para receber qualquer tipo de conta, só sentença do juiz pode fazer isto, mas o Detran, mancomunado com outros interesses, não emite boletos separados para condicionar o pagamento do licenciamento ao do IPVA. Por toda minha vida eu vou brigar contra essas injustiças”, disse Enivaldo.

Leia mais

Leia também