Enfermeira é demitida por aplicar vacina contra Covid-19 em familiares no ES

Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim

Uma enfermeira foi demitida nesta terça-feira (27) em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, por ter aplicado, de forma irregular, doses da vacina contra a Covid-19 em seus próprios familiares, que não fazem parte do grupo prioritário de imunização contra o coronavírus.

A comprovação da irregularidade foi feita pela Secretaria de Saúde de Cachoeiro, da qual a enfermeira era servidora, que recebeu uma denúncia sobre o fato e realizou investigação.

A identidade da funcionária exonerada não foi revelada pela prefeitura, que também não informou em qual unidade de saúde ocorreu a aplicação irregular das vacinas e quantas doses foram usadas inadequadamente.

A prefeitura informou que, segundo a enfermeira, ela usou em seus familiares doses que teriam sobrado. A administração municipal reforçou que, em caso de sobras, os imunizantes devem ser utilizados em pessoas que estão na fila, conforme o calendário de vacinação.

A ordem de vacinação contra a Covid-19 obedece aos critérios de prioridade estabelecidos pelo Ministério da Saúde por meio do plano nacional de imunização.

A Prefeitura de Cachoeiro explicou que a enfermeira exonerada descumpriu uma portaria do município, que considera falta funcional grave a aplicação da vacina contra a Covid-19 em usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que não estejam enquadrados nos grupos prioritários.

Em nível estadual, uma portaria da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) também estabelece que servidores que aplicarem o imunizante de forma irregular tanto em si próprios quanto em outras pessoas serão alvos de processos administrativos disciplinares, podendo ser suspensos ou demitidos de seus cargos.

Informações: G1

Leia mais

Leia também