Empresas exportadoras têm até 30 de dezembro para apresentar projetos e negociar créditos de ICMS

As empresas exportadoras sediadas no Espírito Santo têm até o dia 30 de dezembro para apresentar projetos de investimentos e negociar os créditos de ICMS que dispõem. Inicialmente, o prazo para a apresentação dos projetos era 30 de julho, mas o Governo do Estado, por meio do Decreto Nº 4691-R, ampliou o prazo para o fim deste ano.

Pelo atual modelo tributário, as empresas recebem uma carga de ICMS que vem embutida no preço do produto ao adquirir mercadorias. Ao exportar o produto, a mercadoria fica imune, e, portanto, livre do ICMS, o que acarreta para a empresa exportadora um acúmulo do imposto, que fica como crédito acumulado.

Para utilizar esses créditos, as empresas têm algumas opções. São elas:
– transferi-lo a qualquer outro estabelecimento seu;
– transferi-lo, a qualquer título, a contribuinte do imposto localizado neste Estado, após o reconhecimento do crédito pelo secretário de Estado da Fazenda;
– transferi-lo, na forma prevista em protocolo para este fim celebrado, para fornecedor situado fora deste Estado, a título de pagamento de matéria-prima, produto intermediário ou material de embalagem, para emprego, pelo adquirente, na fabricação ou embalagem de seus produtos, ou a título de aquisição de bens para o ativo permanente, uso ou consumo do estabelecimento; ou
– liquidar, mediante compensação, o imposto devido na importação de máquinas, aparelhos e equipamentos industriais, após autorização prévia do secretário de Estado da Fazenda.

Porém, a Lei Estadual nº 11.001/2019 autorizou a venda do crédito para outras empresas, desde que o dinheiro proveniente da negociação seja utilizado para a realização de investimentos no Estado.

Por exemplo: a empresa A tem R$ 500 milhões em crédito de ICMS e a empresa B tem interesse em comprar R$ 200 milhões desse crédito. A negociação entre as duas companhias pode acontecer desde que os R$ 200 milhões a serem recebidos pela empresa A sejam reinvestidos no Espírito Santo.

“Essa possibilidade abre portas para que novos investimentos sejam feitos aqui no Estado, gerando novos empregos e renda para os trabalhadores do Espírito Santo”, comentou o secretário de Estado da Fazenda, Rogelio Pegoretti.

Para a transferência de créditos ser autorizada pelo Governo do Estado, a empresa que irá vender os créditos precisa apresentar um plano de investimento à Secretaria de Desenvolvimento (Sedes). Este plano deve ser apresentado até o dia 30 de dezembro de 2020.

O documento a ser apresentado na Sedes deve mostrar:
– Roteiro do projeto, que contenha as informações relativas aos investimentos programados, demonstrativo das repercussões econômicas, financeiras e tributárias do empreendimento, comunicação do impacto social e de infraestrutura, histórico da empresa ou do grupo empreendedor;
– Certidão negativa perante a Fazenda Estadual da localização do estabelecimento matriz, caso seja localizado em outra unidade da Federação, e não tenha inscrição neste Estado; e
– Procuração do representante legal, se for o caso.

O projeto deverá ter prazo máximo de conclusão de quatro anos, que deve ser contado a partir da obtenção de todas as licenças e autorizações governamentais necessárias para sua execução.

Leia mais

Governo qualifica Estrada de Ferro Paraná Oeste no Programa de Parcerias e Investimentos

A estrada de ferro Paraná Oeste (Ferroeste) foi qualificada por decreto no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), do governo federal. Com a inclusão...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Nordeste do país tem tempo quente e seco no interior e chuva no litoral, nesta quarta-feira (29)

A região Nordeste do país tem tempo seco, com sol, calor e baixa umidade do ar, nesta quarta-feira (29), no interior. Assim como nos...

Acordo vai garantir mais de 61 mil anestésicos para intubação a seis estados

Ação conjunta permitiu o reabastecimento do estoque de medicamentos de seis estados. Foto: Banco de imagens Uma articulação entre o Ministério da Saúde e as...

Cultura: Estados e municípios devem cadastrar planos de ação na Plataforma + Brasil

Renda emergencial mensal aos trabalhadores e trabalhadoras da cultura no valor de R$ 600,00 por três meses. Foto: Divulgação   A Plataforma + Brasil está aberta...

Leia também

Incêndio provoca destruição em Água Doce do Norte

Um grande incêndio tirou o sono de diversos moradores e agricultores de Água Doce do Norte na noite deste sábado, 19 de setembro de...

Adolescente de 14 anos sofre ameaça de estupro em Água Doce do Norte

  Na manhã da última sexta-feira, 18 de setembro de 2020, uma jovem de apenas 14 anos, moradora do distrito de Santo Agostinho, deu entrada...

ES: criança sobrevive após cair de sexto andar de prédio

Uma criança de cinco anos caiu do sexto andar de um prédio na região de Jacaraípe, na Serra. De acordo com o síndico do...

72 deputados e senadores vão disputar prefeituras em 2020

As eleições municipais deste ano deverão contar com a participação de 70 deputados federais e dois senadores. O senador Jean Paul Prates (PT-RN) vai...