Empresas de eventos venecianas acumulam prejuízos causados por pandemia do coronavírus

Setor congela e empresários não conseguem estimar o prejuízo causado pela crise que assola o País

Reportagem: Cintia Zache – redenoticiaes


Enfrentando grande crise econômica causada com a chegada do novo coronavírus, empresas que atuam no setor de eventos em Nova Venécia, vêm se desdobrando na tentativa de não fechar as portas. Com a estagnação no ramo, é difícil falar em valores e os entrevistados não conseguiram ainda estimar, o total de prejuízos que vão ter até o final do ano, devido o decreto que proíbe eventos e aglomerações.

Conceituada no mercado, a Mazinho Buffet é uma das empresas que serve a gastronomia de badalados eventos no Norte do Estado há 25 anos. O proprietário do negócio, Alvimar Corrêa, que chega a contratar cerca de 50 colaboradores por festa, hoje está de portas fechadas. Com o decreto da proibição dos eventos desde março, Corrêa afirma que vem vivendo desde então, do pouco de economias que tem. “Ainda pago dois funcionários, não demiti. Tenho contador, impostos e outras despesas da empresa para pagar todo mês. A situação está crítica e uma hora as economias acabam, que é o que está acontecendo”, diz.

Alvimar, ou melhor, o Mazinho, como é mais conhecido, relata que sente tristeza ao lembrar de que a cada mês, tinha muito trabalho e também disposição, para realizar cerca de três festas ao mês. “É um grande prejuízo, mas acredito que seremos recompensados, Deus nos dará em dobro, ou já nos está dando”, diz.

Já a Júlio Festas, empresa que leva o nome do proprietário, está buscando alternativa para pagar as contas nesse momento de pandemia. A empresa que trabalha com decoração, floricultura, serviço de buffet e ornamentação está agora, produzindo comida caseira em marmitex com delivery para almoço, pratinho para a janta e ainda, entregando comida a quilo. “A floricultura está em atividade, já os eventos, tudo foi desmarcado e estamos nos reinventando até passar esse momento. Estamos fabricando refeições e tendo uma aceitação enorme, muitos elogios ao tempero, eu mesmo preparo tudo com muito carinho”, diz Júlio Novais.

Proprietária da empresa que também leva seu nome, Néia Cerimonialista se viu em uma situação complicada. E, como muitos outros que vivem de eventos na cidade, está desde março sem trabalhar no ramo. “Minha agenda para 2020 estava fantástica, muitos eventos, bastante coisas marcadas. De um dia para outro passei a ficar sem nenhuma renda do meu trabalho”.

Néia conta que, quando ela é contratada para assumir um evento, todos os setores da festa passam por ela. “Imagine o tanto de gente que uma festa emprega? Passa tudo por mim, desde indicação para contratação de ornamentação, buffet, vestido de noiva, roupa de madrinhas e padrinhos, indicação para qual loja colocar a lista de presentes, e por ai vai. Estamos passando tempos difíceis”, explica.

Sem receber deste então, Néia faz questão de evidenciar o que pode ter de bom em meio a todos os problemas que vem vivendo. “Minha família vale ouro, meu filho que hoje é chef em Vitória, assumiu as parcelas do meu cartão de crédito, minha mãe, cunhado, todos foram solidários. Tenho recebido muito carinho diante dessas dificuldades, e tenho certeza que isso tudo vai passar, vai dar certo”, explica.

Tom Mendes Ornamentações também teve suas festas desmarcadas, e de início, outras adiadas para o final do ano, o que segundo ele, já foram remarcadas novamente para 2021. Tom, que trabalha com ornamentações, personalizados, arranjos de flores e entre outras ofertas do ramo, relata que agora, o que restaram foram as festas intimistas, somente entre a família. “Tem gente optando por fazer as comemorações ainda, somente entre os familiares da casa, algo intimista, também conhecida como pocket party. Alugam kits comigo e vou montar, ou eles mesmos decoram”, explica.

Tom ainda descreve que, os investimentos no setor de eventos, é algo que sempre está sendo atualizado e por isso, é preciso investimento constante. “Vamos tentando fazer o que dá para o momento, com certeza tivemos uma queda quase total em nosso financeiro”, diz.

Com o setor de eventos congelado, a Tia Lilian Eventos também teve sua agenda desmarcada ou adiada para 2021. Com mais de 30 anos no mercado, serviços de buffet, decoração, cerimonialista, assessoria de eventos, e floricultura, a empresa sempre contou com programação marcada para todos os fins de semanas do ano no município e na região, entre casamentos, formaturas, festa infantil, empresarial e coquetel. Hoje, Tia Lilian e a filha Thâmara Boldrini, que comandam a empresa, tiveram que se reinventar e passaram a atender somente por delivery na Floricultura Tia Lilian Eventos. “Tivemos uma média de 30 eventos remarcados e 14 eventos cancelados. A floricultura é a única opção que nos restou nesse momento, e para nossa surpresa, esse novo estilo de trabalho está indo bem, estamos com grande aceitação e os clientes têm gostado”, finalizou Thâmara Boldrini.

» Néia Cerimonialista – 99884-1798
Néia Cerimonialista também teve todos os eventos
cancelados e a empresa há meses sem funcionar

» Mazinho Buffet – 99978-1235
Com 25 anos no mercado de buffet, Alvimar Corrêa relata que jamais presenciou um cenário como o do atual

» Júlio Festas – 99804-6350
Proprietário da empresa Júlio Festas aposta em delivery de refeições, e afirma que o negócio está indo a todo vapor

» Tia Lilian Eventos – 99846-9305/@tialilianeventos_
Thâmara Boldrini e Tia Lilian optaram por atender
através de delivery na floricultura

» Tom Mendes – 99573-4713
Tom Mendes Ornamentações ficou somente com o funcionamento das pocket party, que são festas intimistas com a família

Leia mais

Fiocruz traduz para Libras notícias sobre o novo coronavírus

Foto: Banco de Imagem Com o objetivo de ampliar a divulgação de notícias sobre a Covid-19 para pessoas surdas,...

CGU investiga desvio de recursos na compra de ventiladores no Pará

Investigações, iniciadas pelo MPF, apontaram que as possíveis fraudes ocorreriam desde o início do processo de seleção do...

Live esclarece dúvidas sobre o coranavírus

» Live foi apresentada por Daniele Ferrari Santana e contou com as participações da enfermeira da...

Enivaldo recorre para suspender licitação milionária de guincho no Detran

Presidente da CPI da Máfia dos Guinchos na...

Leia também