Empresas catarinenses ganham agilidade no monitoramento da saúde com CoronaDados

Uma ferramenta desenvolvida pelo SESI de Santa Catarina tem acompanhado os casos de Covid-19 em empresas do setor produtivo. O CoronaDados recebe informações de cerca de 13 mil pessoas diariamente, contando suas condições de saúde a uma assistente virtual. A ferramenta acompanha a evolução do vírus nos colaboradores que apresentam sintomas e contribui para acelerar as medidas de segurança.

O software, que integra o Protocolo Corona, é abastecido por dados informados pelos próprios trabalhadores, que respondem diariamente se apresentam ou não sintomas por meio de mensagens enviadas via Telegram. Com base nestas informações, as equipes de saúde e segurança do trabalho das indústrias podem agir, promovendo o isolamento preventivo, testes e ações de higienização do ambiente. 

O sistema permite também o acompanhamento do tempo de recuperação dos infectados, contribuindo assim para o chamado “achatamento” da curva de contaminação.

Segundo a gerente-executiva de saúde e segurança do SESI e SENAI, Sendi Lopes, a ferramenta já está presente em mais de 95 municípios catarinenses, em cerca de 460 empresas do estado e monitorando mais de 80 mil pessoas diariamente. Ela destacou a importância do monitoramento.

“Identificar essa contaminação logo no início, para o isolamento correto desse trabalhador, para que esse vírus não continue sendo disseminado para outras pessoas, é fundamental para a gente manter um bom controle da curva de contaminação”, avaliou Sendi. 

Indústria 4.0: Senai-RS se adapta ao novo cenário e moderniza estruturas e cursos

Estudo aponta letalidade de 0,23% de pacientes com Covid-19

A empresa Águas Serra Catarinense, de Brunópolis, tem acompanhado diariamente a saúde dos seus 33 trabalhadores. A gestora de qualidade e responsável pela saúde e segurança da empresa, Barbara Stumpf, contou que a ferramenta foi facilmente difundida entre os trabalhadores e as informações registradas virtualmente facilitaram a visualização e o controle. 

“O uso do CoronaDados nos trouxe mais segurança e assertividade nas decisões de afastamento e principalmente de aplicação dos testes de confirmação, pois temos registrado todo o histórico de evolução dos sintomas de cada operador e é necessário saber exatamente o dia que iniciou os sintomas para aplicação correta do teste”, explica Barbara. 

Em dois dias, a empresa concluiu a implantação do CoronaDados e passou a monitorar a saúde dos seus trabalhadores. Por meio desse acompanhamento, foi possível adotar medidas de isolamento preventivo logo que um dos colaboradores apresentou sintomas.

Medição de temperatura. Foto: CEBIC Reprodução

Leia mais

Leia também