Empreendedorismo feminino é tema de lançamento do Prêmio Mulher

Compartilhe

Um painel sobre mulheres empoderadas, inspiradoras e empreendedoras foi realizado nesta quinta (28) para marcar o lançamento da 2ª edição do Prêmio Mulher, promovido pela ArcelorMittal. O evento recebeu 40 convidados presenciais, respeitando os protocolos de segurança necessários devido a pandemia, e também foi transmitido ao vivo pela internet. Para quem não conseguiu acompanhar, a live está disponível no canal da ArcelorMittal no Youtube.

O painel teve a participação da empresária do ramo de doces Mazé Lima. De faxineira a empresária de sucesso, Mazé compartilhou os percalços que enfrentou ao longo de 20 anos para chegar até aqui. Da cidade de Carmópolis de Minas, em Minas Gerais, os doces produzidos pela empreendedora caíram no gosto do público e se tornaram referência. Foram muitos desafios, entre eles a crise sanitária da Covid-19 que, por um momento, pareceu uma situação incontornável.

No entanto, ao ver suas unidades fechadas como medida para evitar a propagação do vírus, Mazé superou mais esse obstáculo e revolucionou o segmento ao vender seus produtos por meio do e-commerce. “Tudo é possível quando acreditamos e fazemos com amor”, ressalta Mazé.

De faxineira a empresária de sucesso, Mazé Lima enfrentou diferentes percalços, inclusive a pandemia da Covid-19 que parecia, num primeiro momento, ser uma crise incontornável. — Foto: Guilherme Ferrari

De faxineira a empresária de sucesso, Mazé Lima enfrentou diferentes percalços, inclusive a pandemia da Covid-19 que parecia, num primeiro momento, ser uma crise incontornável. — Foto: Guilherme Ferrari

Vencedora do Prêmio Mulher de Negócios do Sebrae, Mazé deixou uma mensagem inspiradora para outras mulheres. “É preciso buscar a nossa força interior. É preciso cuidar da nossa alma e do nosso corpo. Para ter força é fundamental a gente fazer atividade física, meditação, ter pensamentos positivos, cuidar realmente de nós, porque essa força vai vir. É preciso ter coragem para enfrentar todos os desafios, porque sem coragem e sem força, é muito difícil e desafiante seguir caminhando rumo a realização dos nossos sonhos”, aconselha.

O papel da mulher na transformação da sociedade é imprescindível, segundo Rodrigo Gama, gerente geral de Pessoas, Saúde e Segurança da ArcelorMittal, que também participou do painel ao lado de Mazé.

“Para a gente estar competitivo no mercado, estar sustentável onde a gente está inserido e fazer as transformações que queremos dentro da empresa, a gente precisa dessa diversidade. As mulheres vão fazer uma empresa melhor, uma cidade melhor e um mundo melhor”, frisa Rodrigo.

Para o gerente geral de Pessoas, Saúde e Segurança da ArcelorMittal, Rodrigo Gama, as mulheres são fundamentais porque elas vão fazer uma empresa melhor, uma cidade melhor e um mundo melhor. — Foto: Guilherme Ferrari

Para o gerente geral de Pessoas, Saúde e Segurança da ArcelorMittal, Rodrigo Gama, as mulheres são fundamentais porque elas vão fazer uma empresa melhor, uma cidade melhor e um mundo melhor. — Foto: Guilherme Ferrari

DIVERSIDADE E INCLUSÃO

De acordo com o CEO da ArcelorMittal Aços Planos, Jorge Oliveira, o Prêmio Mulher é uma iniciativa conectada a uma agenda importante da empresa. “Nossas unidades no Brasil têm uma meta de ter 30% de mulheres em nossa organização até o ano de 2030. É uma meta que inclui o crescimento de mulheres em cargos de liderança. A gente espera que essa iniciativa motive outros setores a seguirem na mesma direção. É um caminho sem volta e muito importante para todos nós”, destaca.

De acordo com o CEO da ArcelorMittal Aços Planos, Jorge Oliveira, a expectativa é que outros setores também sigam na mesma direção no que diz respeito à valorização das mulheres. — Foto: Guilherme Ferrari

De acordo com o CEO da ArcelorMittal Aços Planos, Jorge Oliveira, a expectativa é que outros setores também sigam na mesma direção no que diz respeito à valorização das mulheres. — Foto: Guilherme Ferrari

Jennifer Coronel, gerente de Comunicação e Relações Institucionais da ArcelorMittal Tubarão, ressalta que a premiação, alinhada a política de diversidade e inclusão do grupo, é destinada a mulheres trans e cis. “Hoje (ontem) lançamos a segunda edição do Prêmio Mulher e também iniciamos uma jornada de mudanças de 14 mulheres. Não é apenas uma live, mas é o primeiro dia de um caminho que vai mudar a vida de alguém”, afirma.

No palco do evento, a vice-governadora do Espírito Santo, Jacqueline Moraes, também destacou a relevância da iniciativa da ArcelorMittal de promover uma premiação que busca reconhecer mulheres talentosas. “A mulher precisa ser dona de si mesma, conhecer suas emoções e conhecer quem é por dentro, porque assim ela olha para fora sabendo onde quer chegar. As trilhas são, muitas vezes, doloridas, mas a felicidade está no caminho”, observa.

Jennifer Coronel, gerente de Comunicação e Relações Institucionais da ArcelorMittal Tubarão, destaca que o Prêmio Mulher é uma jornada de mudanças na vida das 14 mulheres que serão vencedoras. — Foto: Guilherme Ferrari

Jennifer Coronel, gerente de Comunicação e Relações Institucionais da ArcelorMittal Tubarão, destaca que o Prêmio Mulher é uma jornada de mudanças na vida das 14 mulheres que serão vencedoras. — Foto: Guilherme Ferrari

Para fechar com chave de ouro, a diretora de Suprimentos da ArcelorMittal Brasil, Raquel Pittella Cançado, evidenciou como a temática de mulheres a emociona, já que por dois anos ela trabalhou como voluntária em uma ONG que tem como causa acolher mulheres vítimas de violência doméstica. Para ela, ver histórias como a da Mazé é motivo de orgulho de ser mulher.

“Fiz toda minha carreira na ArcelorMittal. Fiz 24 anos de empresa. Esse caminhar nosso e esse incentivo de estar aqui hoje é uma história longa e a empresa sempre colocou o humano na sua centralidade”, observa Raquel.

A vice-governadora do Espírito Santo, Jacqueline Moraes, ressalta que as trilhas das mulheres muitas vezes são doloridas, mas a felicidade está no caminho. — Foto: Guilherme Ferrari

A vice-governadora do Espírito Santo, Jacqueline Moraes, ressalta que as trilhas das mulheres muitas vezes são doloridas, mas a felicidade está no caminho. — Foto: Guilherme Ferrari

SOBRE O PRÊMIO MULHER

Todas as propostas concorrentes serão avaliadas por uma Comissão Julgadora, que considerará critérios como criatividade, sustentabilidade, impacto, qualidade, clareza e o potencial de transformação. Serão classificadas quatro mulheres de cada Estado e por categoria/subcategoria, num total de 56 finalistas, sendo 28 por Estado. Ao final, 14 mulheres (sete de cada Estado) serão vencedoras do Prêmio Mulher.

O concurso prevê duas premiações, sendo que a primeira será um treinamento de 25 dias úteis, a ser ministrado em conjunto para as 56 finalistas. O tema do treinamento será “Jornada de Aprendizagem”, oferecido pela Wis Educação e buscará promover o desenvolvimento de habilidades e competências que sejam relevantes aos seus respectivos projetos, por meio de apresentação de conteúdos, debates, encontros conduzidos e em grupo, entre outros.

Raquel Pittella Cançado, diretora de Suprimentos da ArcelorMittal Brasil, homenageou as mulheres líderes da empresa e as convidou para subirem no palco. — Foto: Guilherme Ferrari

Raquel Pittella Cançado, diretora de Suprimentos da ArcelorMittal Brasil, homenageou as mulheres líderes da empresa e as convidou para subirem no palco. — Foto: Guilherme Ferrari

O curso terá carga horária de 13 horas por participante, num total de 30 dias, e incluirá certificado de participação. Será ministrado de 11 de fevereiro a 17 de março de 2022. Ao final, a vencedora de cada categoria receberá um cartão-presente, a ser usado em qualquer estabelecimento, no valor de R$ 5 mil, capacitação dirigida e um certificado de participação. A premiação será entregue em março de 2022.

SAIBA MAIS

2º Prêmio Mulher

Inscrições: gratuitas

Período de inscrição: 28 de outubro a 22 de dezembro

Onde: brasil.arcelormittal.com/premiomulher

Categorias concorrentes:

  • Privado MEI: projetos de microempreendedoras individuais.
  • Privado ME: projetos de micro, pequenos, médios e grandes negócios.
  • Público: destinada às servidoras públicas das esferas municipal, estadual ou federal.
  • Terceiro setor: voltada para mulheres que comandam ONGs, associações, projetos e entidades sem fins lucrativos ou líderes comunitárias.
  • Empregadas da ArcelorMittal Aços Planos – Unidades Tubarão e Vega.
  • Acadêmicas: estudantes da graduação, pós-graduação, especialização, mestrado, doutorado ou pós-doutorado.
  • Imprensa: reportagem com tema de transformação social, publicada antes da inscrição (entre 15/06/2019 e 22/12/2021) e em veículos reconhecidos no mercado.

Premiação: a vencedora de cada categoria receberá um cartão-presente, a ser usado em qualquer estabelecimento, no valor de R$ 5 mil, capacitação dirigida e um certificado de participação. A premiação será entregue em março de 2022.

Leia também

Ações da Embrapa para mitigar crise dos fertilizantes podem gerar US$ 1 bilhão de economia ao setor

Uma economia ao setor agrícola de US$ 1 bilhão já no primeiro ano. Essa é a expectativa da...

Vila Pavão completa 32 anos de emancipação política

1º de julho é uma data especial para Vila Pavão. Nesse dia, o município comemora 32 anos de...

Petróleo desaba, Bolsa cai e dólar acelera sob temor de recessão

CLAYTON CASTELANI SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O temor de recessão generalizada aprofundava o mergulho dos mercados de...

Corinthians empresta Rodrigo Varanda e libera goleiro para time do Chipre

ARTHUR SANDES SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O Corinthians fechou nesta segunda-feira (4) a transferência de dois jogadores...

Vagas de emprego no Sine de Barra de São Francisco e todo o ES poderão ser acessadas pelo aplicativo Empregar ES

A Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) lança, nesta quarta-feira, 29, o aplicativo Empregar ES. O...

Festa do Produtor Rural de Jaguaré começa nesta quinta-feira (30)

  Começa nesta quinta-feira (30), a 29ª Festa do Produtor Rural de Jaguaré e a 4ª Feira de Agronegócios. O...

Governo deve impedir preços abusivos de fertilizantes, defende autor de proposta de fiscalização

Em entrevista ao portal Brasil61.com, o deputado federal Domingos Sávio (PL-MG) afirma que o governo precisa impedir preços...