Em vídeo, padre diz que Bolsonaro é “bandido” e que eleitores devem confessar pecado

O padre Edson Adélio Tagliaferro critica o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante missa na Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Artur Nogueira (SP)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu duras críticas do padre Edson Adélio Tagliaferro durante missa na Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Artur Nogueira (150 km de São Paulo). O pároco afirmou que o chefe do Executivo “não presta” e que seus eleitores deveriam se confessar pelo pecado de terem votado nele.

Em missa realizada na última quinta-feira (2), o padre rezou pelos mortos, incluindo as vítimas da Covid-19, e afirmou que Jesus morreu crucificado por “dizer a verdade”, antes de reclamar do governo Bolsonaro pela má gestão da pandemia do novo coronavírus. Mesmo sendo alertado por fiéis e até pela própria mãe, Tagliaferro não economizou no tom crítico ao presidente.

“Se a gente está vendo, por exemplo, que o governo não presta, o padre não pode falar que o governo não presta porque o povo não quer ouvir isso?”, questionou o pároco, chamando Bolsonaro de “bandido” e seus eleitores de “pecadores”.

“Um país que já chegou a 60 mil mortos pela pandemia, e não temos um ministro da Saúde. Vocês querem que eu fale o quê? Aquilo que todos falam, ‘ah, ele não trabalha porque não deixam ele trabalhar’. Não! É porque ele não presta. Bolsonaro não vale nada! E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandido para pôr de presidente”, prosseguiu.

O padre ainda alertou para a “destruição do país”, negou temer ameaças e citou como exemplo de coragem a missionária norte-americana Dorothy Stang, assassinada em assentamento no Pará em 2005.

“Não quero sofrer represália nenhuma, não é essa a minha intenção de jeito nenhum. Só que a verdade é a verdade, e, como disse Jesus, proclamem sobre os telhados aquilo que é verdadeiro. Não tenho medo. Coragem, disse Jesus no Evangelho de hoje. Coragem! Isso é difícil, sim. É muito difícil, mas nós precisamos acordar e nos despertar para aquilo que está acontecendo no nosso país, a destruição do nosso povo, que vai aos postos de saúde e são destratados. É uma pena que estejamos nesta situação. Não precisaríamos disso, mas não é fácil, nós sabemos disso”, complementou.


 

Informações: Yahoo notícias

Leia mais

Seag e Incaper realizam oficinas para setor pesqueiro artesanal

Com o objetivo de melhorar o nível de organização das entidades e de levar oportunidades de...

Capixabas em casa: velhos costumes voltam à tona

A pandemia causada pelo novo Coronavírus fez com que muitas pessoas se recolhessem para o interior de...

Mais 60 respiradores chegam ao Estado

O Governo do Estado recebeu, na noite do...

ES: Secretaria de Fazenda encontra mais de 50 empresas de fachadas

Mais de 50 empresas de fachada com sócios beneficiados pelo programa Bolsa Família foram identificadas no Espírito Santo pela Secretaria da Fazenda (Sefaz), por...

Leia também

0,5% das urnas eletrônicas foram trocadas no Centro-Oeste neste domingo (29)

Apenas 26 urnas eletrônicas utilizadas nos três municípios da região Centro-Oeste que tiveram segundo turno das eleições neste domingo (29) precisaram ser trocadas, informa...

Espírito Santo chega a 4.252 mortes e 174.359 curados com 188.929 casos confirmados de Covid-19

Na comparação com os dados divulgados neste sábado (28), o aumento é de 7 mortes e 587 novos casos da doença. Teste Covid-19 — Foto:...

Mais de 140 urnas precisaram ser substituídas neste domingo (29) na região Nordeste

Nos estados do Nordeste com votação neste domingo (29), 143 urnas precisaram ser substituídas ao longo do dia. A maior parte delas, 61, no...

Euclerio Sampaio (DEM) é eleito prefeito de Cariacica com 58,69% dos votos

Euclerio Sampaio (foto), do DEM, foi eleito, neste domingo (29), prefeito de Cariacica, no Espírito Santo, para os próximos quatro anos. Com todas as...