Em primeiro discurso depois de sair da Casa Branca, Trump acusa Biden de abrir EUA a “matadores, estupradores, traficantes”


Em seu primeiro discurso neste domingo (28) depois de deuxar a Casa Branca, o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump atacou a gestão de Joe Biden. O pronunciamento foi feito em um congresso de direitistas. Ele fez duras críticas às primeiras semanas do democrata no cargo.

 “Biden teve o primeiro mês mais desastroso de um presidente na história moderna”, afirmou Trump em discurso na CPAC (Conferência de Ação Política Conservadora), realizado em Orlando, na Flórida. “Em um mês passamos da América em primeiro para a América por último”, acrescentou o ex-presidente republicano, informa o UOL.

 Trump voltou ao tema de imigração ilegal e acusou o atual presidente de ter relaxado as medidas de segurança nas fronteiras dos Estados Unidos. 

 “Quando eu deixei o gabinete, nós tínhamos criado a fronteira mais segura na história dos Estados Unidos. Falavam que muros não funcionavam. O muro foi incrível. A prioridade dos democratas era garantir que o muro não fosse construído.”

 “Biden tem estimulado um fluxo de imigração ilegal para o nosso país que nunca vimos, eles estão vindo aos milhares”, acrescentou o ex-presidente, afirmando que os Estados Unidos não podem “assumir os problemas do mundo inteiro”.

 “Se você pega eles, pega seu nome, eles podem ser matadores, estupradores, traficantes. Você pega o nome deles e solta eles no nosso país”, disse, citando também como potenciais imigrantes perigosos refugiados que Biden estaria trazendo para o país.

 Trump ainda atacou Biden por sua decisão de não retornar integralmente com as aulas presenciais em meio à pandemia de covid-19. O republicano disse que crianças americanas estão sofrendo com depressão no país, mas sem citar dados sobre a afirmação.

 “Biden vendeu as crianças americanas às associações de professores. Sua posição não tem desculpa moral. Está mantendo nossos jovens trancados em casa. Eles vão crescer e terão uma cicatriz”, disse. “As crianças têm que voltar para a escola, e elas têm que voltar agora!”, completou Trump, para aplausos dos presentes.

 Trump sinalizou que pode se candidatar a presidente em 2024″ e protestou contra as rdes sociais: “As redes sociais deveriam ser punidas todas as vezes que silenciam vozes conservadores”, disse Trump, atualmente banido permanentemente no Twitter. 

 

Donald Trump

Donald Trump (Foto: Reuters)

Leia mais

Leia também