Em noite sagrada, Israel joga bombas em muçulmanos em mesquita

A jornalista Nathália Urban, nas redes sociais, denunciou uma agressão de forças israelenses e muçulmanos na mesquita de al-Aqsa. “Em uma das noites sagradas para os muçulmanos, forças israelenses atacam os fiéis dentro de al-Masjid al-Qibli na mesquita de al-Aqsa com bombas de gás”, informou.

“Centenas foram detidos sem motivo, incluindo muitas crianças. 163 palestinos foram feridos em Jerusalém. Este foi mais um ataque racista e não vai ficar impune. Amanhã começa a revolta em massa”, destacou.

Segundo o Al Jazeera, houve mais de 170 feridos. “Mais de 170 fiéis palestinos ficaram feridos em confrontos com a polícia israelense na mesquita de Al-Aqsa e em outras partes da Jerusalém Oriental ocupada, enquanto aumentam as tensões entre Israel e os palestinos sobre Jerusalém”, diz o jornal árabe.

“No início do dia, dezenas de milhares de fiéis palestinos lotaram a mesquita na última sexta-feira do Ramadã e muitos permaneceram para protestar em apoio aos palestinos que enfrentam o despejo de suas casas em terras ocupadas por israelenses reivindicadas por colonos judeus”, continuou.

 


Leia mais

Leia também