Em decisão histórica, OMS recomenda vacina contra malária em crianças nas regiões de alta transmissão

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou nesta quarta-feira (6) a aplicação da vacina RTS,S/AS01 (RTS,S) contra malária em crianças nas regiões com altas taxas de transmissão, como a África Subsaariana.

“Este é um momento histórico. A tão esperada vacina contra a malária para crianças é um avanço para a ciência, a saúde infantil e o controle da malária ”, disse o Diretor-Geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus. “Usar esta vacina além das ferramentas existentes para prevenir a malária pode salvar dezenas de milhares de vidas jovens a cada ano”.

A imunização é dividida em 4 doses, em crianças a partir dos cinco meses. Mais de 2 milhões de doses de um total de 10 milhões previstas no programa de testes, — realizado em em Gana, Quênia e Malaui com mais de 800 mil crianças –, já foram aplicadas.

A malária continua a ser uma das principais causas de morte na África Subsaariana. Mais de 260.000 crianças africanas com menos de cinco anos morrem em decorrência da doença anualmente.