Em Breves (PA), Presidente Bolsonaro conhece agência-barco da Caixa

Em Breves (PA), Presidente Bolsonaro conhece agência-barco da Caixa

Os serviços oferecidos são os mesmos de uma agência em terra, vão desde a abertura de conta a serviços relacionados a benefícios sociais como Bolsa Família e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) Foto: Anderson Riedel/PR

Atracado no porto de Breves, no Pará, o barco de três andares e mais de 37 metros de comprimento chama a atenção. A bordo, um serviço precioso para a região: uma agência bancária. São seis guichês de atendimento iguais aos de uma agência convencional da Caixa. Na manhã desta sexta-feira (9), o Presidente Jair Bolsonaro esteve em Breves e visitou a agência-barco Ilha do Marajó.

A Caixa tem duas agências-barco, a Ilha do Marajó e a Chico Mendes, que fazem uma viagem por mês e ficam, em média, dois dias em cada local para atender comunidades ribeirinhas do Pará e do Amazonas. Os serviços oferecidos são os mesmos de uma agência em terra, vão desde a abertura de conta a serviços relacionados a benefícios sociais como Bolsa Família e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O Presidente Bolsonaro conheceu as instalações da agência-barco Ilha do Marajó junto com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e acompanhou um atendimento feito por funcionário do banco. No local, a Caixa fechou parceria com o Ministério da Mulher, Família e Direito Humanos (MMFDH) para que a pasta possa utilizar as dependências das agências-barco para levar os serviços de atendimento oferecidos pelo Ministério às mulheres ribeirinhas.

Antes das embarcações, os moradores dos municípios visitados tinham que se descolar quilômetros, muitas vezes de barco, até chegar a um banco. Apenas na agência-barco Ilha do Marajó, que recebeu a visita do Presidente, têm sido feitos, em média, 300 atendimentos por dia.

A produtora rural Edla Oliveira da Silva, 57 anos, mora em uma comunidade ribeirinha e esteve na embarcação Ilha do Marajó nesta semana para receber o Auxílio Emergencial. “Atenderam rápido, me falaram que vou receber meu dinheiro e, agora, é só sacar meu dinheirinho que vai servir para comprar o alimento para casa”, comemorou.

Inclusão social

O gerente de varejo da agência-barco Ilha do Marajó, James Patrício Barbosa, disse que as embarcações levam inclusão bancária e desenvolvimento socioeconômico às regiões. “São cidades pequenas com população em torno de 15 mil pessoas, 20 mil pessoas, são pessoas humildes. Foi nesse ponto que a agência-barco veio para trazer mais dignidade para esse povo e eles se sentirem atendidos pelo Estado”, contou.

“Cada parada do barco é uma injeção de dinheiro no município para ajudar a todos. Toda a comunidade sai ganhando quando a agência-barco chega”, afirmou.

James Patrício explicou que com o pagamento do Auxílio Emergencial, o atendimento aos ribeirinhos tem sido ainda mais necessário. “Nessa questão do Auxílio Emergencial foi fundamental. A agência-barco tem sido o ponto de referência para eles. A procura é muito alta nas cidades pequenas para destravar o aplicativo, para liberar um código de saque para as pessoas que não tem aparelho celular”, relatou o gerente de varejo.

Itinerário

A agência-barco Ilha do Marajó navega no trecho composto por municípios do Pará como Salvaterra, Soure, Ponta das Pedras, Muaná, São Sebastião da Boa Vista e Curralinho, Bagre, Breves, Melgaço e Portel com possibilidade de expansão ou alteração do itinerário.

A agência-barco Chico Mendes navega pelo trecho compreendido de Manaus a Coari, no Amazonas, a fim de atender as populações dos municípios Anamã, Anori, Beruri, Careiro, Codajás e Manaquiri, também com possibilidade de expansão ou alteração do itinerário.

As embarcações são autossuficientes para navegar até 30 dias seguidos e têm recursos de acessibilidade para pessoas com necessidades especiais e dificuldade de locomoção, como gestantes e idosos.

Lançamento

Em visita à agência-barco, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, ao lado do Presidente da República, Jair Bolsonaro, lançou o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf Caixa) e o Caixa Refloresta, que vai financiar projetos de plantio de árvores em todas as regiões do país.

O Pronaf Caixa vai disponibilizar R$ 1,4 bilhão para o financiamento dos custos de produção das culturas de café, cana-de-açúcar, maçã, milho, soja e uva. Com os recursos, o agricultor familiar poderá comprar, por exemplo, sementes, fertilizantes e vacinas. Para contratar, basta que o cliente procure uma agência do banco.

 

Leia mais

Tricampeão brasileiro de taekwondo Guilherme Felix é o quinto convidado do bate-papo entre atletas

O lutador de taekwondo Guilherme Felix participa, na próxima segunda-feira (06), às 14 horas, do quinto...

INDICADORES: Boi gordo começa quinta-feira (23) com alta no preço

A cotação da arroba do boi gordo começou a quinta-feira (23) com alta de 0,23% e o produto é negociado a R$ 221,65 em...

Investimentos na Região Sul são destaque da Sedes durante videoconferência

Para debater os novos projetos e investimentos para o desenvolvimento da Região Sul do Espírito Santo,...

Três candidatos vão disputar a prefeitura de Mantena

Praticamente todos os partidos políticos estabelecidos em Mantena já realizaram suas convenções definindo como vão se posicionar no pleito deste ano, porém o prazo...

Leia também

MP em discussão no Congresso Nacional pode aumentar volume de crédito oferecido a empresários paranaenses

A obtenção de crédito por empreendedores brasileiros tem se tornado um entrave durante a crise financeira ocasionada pela pandemia. No Paraná, segundo pesquisa do...

Leilão do saneamento básico em Alagoas deve aumentar percentual da população que recebe atendimento de coleta de esgoto

O serviço de saneamento básico deve ter um novo cenário na região metropolitana de Maceió nos próximos anos. Atualmente, segundo dados do Sistema Nacional...

Mais de 313 mil empregos foram criados em setembro

egundo o Ministério da Economia, é o melhor resultado para setembro desde que foi criado o Caged, em 1992. Foto: Wilson Dias / Agência...

Programa Vigiar SUS é lançado pelo Ministério da Saúde

Foto: Sumaia Villela / Agência Brasil Vigilância, alerta e resposta a ações para melhorar a saúde e o bem-estar da população brasileira. Para isso,...