Eleitos em Nova Venécia e Vila Pavão são diplomados

A Justiça Eleitoral diplomou, na manhã desta quarta-feira
(16), prefeitos, vice-prefeitos e vereadores eleitos e os primeiros suplentes
dos municípios de Nova Venécia e Vila Pavão.

A solenidade foi realizada no Salão do Júri do Fórum Dr.
Ubaldo Ramalhete Maia, em Nova Venécia, e foi restrita aos diplomados, sem a
presença de convidados em função da pandemia do novo coronavírus.

Primeiramente, foram diplomados o prefeito eleito em Vila Pavão, Uelikson Boone, o Bolinha (PSB), seu vice, Vantuil Schraiber, o Tuíla (Pros), os vereadores eleitos Aristeu Reetz (DEM), Juvenal Cara Legal (PSB), João Trancoso (PSB), Jadismar (PROS), Francisco de Assis (PSD), Neusdete Rossini (Republicanos), Vagno Bento (DC), Maria Tereza (PSD) e Marquim da Caçamba (Cidadania).

Entre os primeiros suplentes para vereador, estiveram presentes somente Izaias Tressmann (Republicanos), e Kloss da Saúde (DC). O restante, deverá entrar em contato com o Cartório Eleitoral, através do telefone 3752-2716, e agenda a retirada do diploma.

“É uma satisfação e uma honra para nós, enquanto lideranças
políticas e cidadãos pavoenses, que colocamos nossos nomes à disposição para a
população avaliar e entender o nosso projeto e a nossa proposta de trabalho. É
um momento onde se consolida o nosso mandato. É o ato que nos credencia a tomar
posse no dia 01 para cuidarmos do nosso município nos próximos quatro anos. É
uma responsabilidade grande, porque sabemos que a população nos outorgou através
do voto e nós queremos honrar essa outorga que nos foi dada”, disse o prefeito
eleito de Vila Pavão, Bolinha.

“Estamos com sangue novo, com sangue quente, para começar a fazer uma gestão voltada para a participação do cidadão pavoense, para ouvir as pessoas e preocupada com o projeto que nós propomos. Sabemos que os desafios serão muitos, principalmente, no pós-pandemia, mas cremos que vamos ter condições, em parceria com a população, com a sociedade organizada e com todas as entidades que tem presença em Vila Pavão, fazer um trabalho que venha registrar quatro anos de muito desenvolvimento no nosso município”, finalizou.

Em seguida, foram diplomados os eleitos em Nova Venécia: o
prefeito eleito, André Fagundes (PDT), seu vice, Paulo Roberto Damaceno
(Solidariedade), os vereadores eleitos Anderson Salvador (PSDB), Damião
Bonomette (PSB), Juarez Oliosi (PSB), Zé Luiz do Cricaré (PDT), Pedro Gonçalves
(Podemos), Delei da Borracharia (Solidariedade), Fio Juliatti (PSB), Mayara
Eller (Republicanos), Juninho Catatau (PSB), Dega do Altoé (PDT), Jorge Machado
(DC), Roan Roger (MDB), e Tião (Solidariedade).

Já entre os primeiros suplentes de cada partido que elegeu um vereador, compareceram: Ednilson Zotelle (Podemos), João Júnior Fotógrafo (Solidariedade), e Silvio Bellinazzi (MDB). O restante, deverá entrar em contato com o Cartório Eleitoral, através do telefone 3752-2716, e agenda a retirada do diploma.

“Foi um momento muito feliz, de uma cerimônia que, até então, eu nunca tinha participado. Acho que não há momento mais ímpar do que ser diplomado prefeito de uma cidade que sempre me acolheu bem e, agora, é trabalhar com muita seriedade, respeito e empenho para retribuir toda confiança e apoio que a população depositou em mim”, falou o prefeito eleito de Nova Venécia, André Fagundes.

O promotor de Justiça da 30ª Zona Eleitoral, que abrange os
municípios de Nova Venécia e Vila Pavão, Lélio Marcarini, deixou uma mensagem
aos eleitos. “Eu tenho a seguinte mensagem: sempre utilizar-se da ética. Esta é
a melhor guia. E quanto o povo outorgou esse mandato, ele não deu, na linguagem
popular, um cheque em branco. Ele habilitou, tanto os vereadores, quanto os
prefeitos eleitos, a fazerem o melhor possível à execução orçamentária e à
concepção das políticas públicas. O destinatário das políticas públicas é o povo
e eles deram essa outorga aos vereadores e prefeitos eleitos para que isso,
realmente, seja uma realidade local. Tanto Nova Venécia, quanto Vila Pavão, tem
muita coisa para ser executada e a ética será a melhor guia”, disse.

Por fim, o Juiz da 30ª Zona Eleitoral, Thiago de Albuquerque
Sampaio Franco, também aconselhou os novos eleitos e os reeleitos. “Em primeiro
lugar, eu queria congratular os eleitos por terem passado por esse sufrágio, um
momento de pandemia, sabemos das dificuldades que isso gerou até para a propaganda
eleitoral. E com relação das responsabilidades que decorrem do cargo, eu sempre
gosto de ressaltar que o gestor público, esteja ele no Legislativo ou no
Executivo, tem que gerir como se fosse de todos. O que a gente não pode
compactuar é que o gestor público, ao exercer o cargo, comece a administrar a
coisa alheia como se fosse sua e isso é passivo é responsabilização tanto
criminal, quanto em esfera de improbidade administrativa. Então, o que eu peço
aos administradores e legisladores, agora diplomados, que eles tenham respeito
à coisa pública e não se esqueçam que o poder, na verdade, é a mando do povo”,
falou.

Fonte: Jhon Martins / redenoticiaes

Leia mais

Leia também