‘Ela queria se matar’, relata mãe de adolescente que denunciou PM por estupro

Agente também é suspeito de abusar sexualmente da filha de 13 anos. Casos são investigados pela Polícia Civil e pela corregedoria da Polícia Militar.

Por André Falcão, TV Gazeta e G1 ES

“Eu achei que ia perder ela para a depressão. Ela queria se matar. Eu tinha que ficar com ela o tempo inteiro e eu tinha que demonstrar que estava bem para dar forças. Ela se sentiu muito suja, muito enojada. O mundo dela naquele momento ali acabou”.

O relato é da mãe de uma adolescente de 16 anos que denunciou um policial militar do Espírito Santo por estupro em julho do ano passado. O abuso teria acontecido durante uma festa, quando a menina estava alcoolizada e desacordada.

Mãe diz que filha tentou se matar depois de ser vítima de estupro

Neste mês, o homem foi denunciado novamente por abuso sexual. Dessa vez por suspeita de estuprar a filha de 13 anos dentro de casa. Os dois casos são investigados pela Polícia Civil. O policial ainda é alvo de um processo administrativo na Corregedoria da Polícia Militar.

A mãe da primeira vítima decidiu falar sobre o caso depois que a suspeita de estupro da filha foi noticiada. A mulher contou que a família estava em uma festa e a adolescente ficou bêbada e dormiu.

“Eu abri a porta do quarto e ele estava lá em cima dela. Ela estava completamente desacordada. Ele se assustou porque eu acendi a luz e se levantou assustado seminu, tampando as partes íntimas dele e eu entrei em estado de choque. Eu não sabia o que fazer”, revelou a mãe da vítima.

No dia seguinte ao abuso, a mãe diz que a filha não se lembrava de nada que tinha acontecido. Ela só teria percebido que algo aconteceu porque recebeu uma mensagem do policial pedindo desculpa.

“Ela sentou do meu lado e me perguntou se tinha acontecido alguma coisa ontem antes de ir dormir, porque ela não se lembrava nem de ter ido dormir. Eu perguntei porque e ela me mostrou que ele tinha mandado mensagem pedindo desculpa com carinha de choro. Foi quando eu contei o ocorrido para ela”, contou.

Mãe relata que depois de abuso, policial mandou mensagem pedindo desculpa

O filho do policial tentou explicar o que aconteceu para a mãe da adolescente. “Ela passou no corredor dizendo que queria sexo com alguém. Ela estava muito bêbada mesmo para falar isso e aí foi isso que você presenciou. Eu não sei de mais nada”.

O policial nega que tenha tido relações sexuais com a adolescente. “Nesse dia, a filha dela passou no corredor e disse que queria sexo comigo. Eu beijei, ela beijou, ela enfiou a mão no meu short, mas sexo em momento nenhum houve”, contou.

Em entrevista para a TV Gazeta, o soldado disse que foi inocentado da acusação de estupro por falta de provas. Porém, a Polícia Militar informou que ele continua respondendo processo administrativo pelo crime. A investigação de abuso contra a filha foi anexado ao processo.

A Polícia Civil disse que constatou que a adolescente não tinha condição de consentir o ato sexual e nem oferecer resistência em razão do seu nível alcoólico.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) representou pela prisão preventiva do soldado, mas o caso está sendo analisado pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES).

Por causa do caso, ele ficou preso por um mês no Quartel de Maruípe, em Vitória. Segundo dados da Transparência, o policial está afastado do trabalho desde junho do ano passado. O último atestado apresentado por ele foi em julho deste ano e vale até setembro.

Abuso da filha

A denúncia de que o soldado abusou sexualmente da própria filha foi feita pela ex-esposa dele. Ela disse que a filha apresentou uma mudança no comportamento e contou o que aconteceu por uma mensagem de áudio, porque estava com vergonha de falar sobre a situação.

Segundo a mãe, a menina disse que o pai segurou as mãos dela, deu um beijo na boca e praticou sexo oral quando os dois estavam deitados na mesma cama, na casa em que ele mora.

“Ela chorando, falou: ‘Pai, não faz isso, eu sou sua filha’. Conseguiu colocar a calcinha, sair do quarto. Ele foi atrás dela, e o meu filho mais velho se despertou. Aí ele saiu do quarto, e falou para ela: ‘Não conta para sua mãe, que a sua mãe vai acabar com a minha vida'”, relatou a mãe da menina.

Caso está sendo investigado pela polícia

O policial negou que tenha cometido o abuso e disse que confundiu a menina com a namorada dele, que também estava em casa naquele momento.

“Não houve em momento nenhum abuso sexual em relação à minha filha. Ela relatou que teve um sonho, e foi para o meu quarto. Eu estava sem roupa, dormindo, ela deita ao meu lado, eu acho que é minha namorada, abraço e dou um beijo na nuca. Ela sai do meu quarto e voltei a dormir”, disse.

Ele ainda acrescentou que pediu desculpas à menina depois de perceber o que tinha acontecido.

“Eu não toquei na minha filha, eu abracei, sim. Mas, quando vi, pedi perdão, desculpas, não vi que era ela, e voltei a dormir”, disse.

 

Leia mais

Espírito Santo prorroga suspensão de aulas presenciais até 31 de julho

Enquanto as aulas presenciais estão suspensas, Sedu trabalha com a oferta de atividades não presenciais, que passam a contar como carga horária letiva nesta...

TSE aprova resoluções com mudanças nas datas de eventos das Eleições 2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, nessa quinta-feira (13), quatro resoluções com novas datas de eventos relacionados ao processo eleitoral. Na lista, está o...

ES Gás vai distribuir gás natural canalizado no Espírito Santo

Os capixabas contam, a partir desta quarta-feira, 22, com uma nova concessionária para a distribuição de gás natural canalizado no Espírito Santo. Em solenidade...

Leia também

Espírito Santo chega a 4.207 mortes e 170.664 curados em 184.801 casos confirmados de Covid-19

Na comparação com os dados divulgados nesta quarta-feira (25), o aumento é de 21 mortes e 1.946 novos casos da doença. Exame de coronavírus —...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Frente fria causa chuva em todos os estados da região Sul nesta sexta-feira (27)

Nesta sexta-feira (27), uma frente fria ainda atua no Sul do País, o que deve manter o tempo instável na região. Há previsão de...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Centro Oeste do país tem tempo aberto e poucas chuvas nesta sexta-feira (27)

Na sexta-feira (27), na Região Centro-Oeste do país parte do clima deve se manter com chuvas em áreas isoladas, como a nebulosidade que aumenta...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Região Norte do país tem previsão de chuva, nesta sexta-feira (27)

A partir desta sexta-feira (27), no Norte do país, as chuvas mais volumosas ocorrem no Acre, em Rondônia e no oeste e norte do...