EDP promove ações para reduzir a conta de energia elétrica e regulariza mais de 5 mil clientes

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito
Santo, com o objetivo promover o uso consciente e racional da energia elétrica,
realizando orientações de mudanças de hábitos de consumo, e alertar a população
sobre o perigo e o prejuízo que as ligações irregulares de energia causam
desenvolve o projeto Boa Energia na Comunidade. Em 2020, a iniciativa
beneficiou mais de 5 mil famílias, classificadas como baixa renda.

Por meio de um atendimento personalizado, onde os
Agentes vão até às residências para o trabalho junto ao morador, o programa
possibilita a regularização da unidade consumidora, por meio da doação de
padrões de entrada energia elétrica e Kits de melhoria interna das instalações
elétricas, troca de equipamentos ineficientes de alto consumo por equipamentos
eficientes, com a substituição de lâmpadas fluorescentes compactas e
incandescentes pela tecnologia LED.

Os clientes possuem ainda a oportunidade de realizar
negociação de dívidas com condições diferenciadas e fazer a inscrição da
família no benefício da Tarifa Social, que concede desconto de até 65% na
fatura de energia.

A iluminação, dependendo dos hábitos da família, pode
representar de 12% a 20% do consumo mensal de energia na residência e a
substituição de lâmpadas incandescentes e fluorescentes por LED, que são até
oito vezes mais econômicas, além de mais duráveis e sustentáveis, podem ajudar
a reduzir o valor da conta de luz.

“Sabemos da dificuldade de muitas famílias em honrar
seus compromissos devido aos impactos da crise econômica decorrente da
pandemia. Por isso, o projeto Boa Energia na Comunidade cumpre um papel
importante, levando orientação e informação de qualidade, além de contribuir na
prática com a diminuição do consumo de energia a partir da substituição de
lâmpadas. Além disso, eliminamos o risco de acidentes que essas famílias passam
ao realizar uma ligação clandestina”, informa Alexandre Rodello, gestor de
Eficiência Energética e Consumo Sustentável da EDP.

O Boa Energia na Comunidade, em 2019, beneficiou mais
de 9 mil famílias e a substituição de mais de 13 mil lâmpadas. Os locais são
mapeados a partir de critérios socioeconômicos e a iniciativa faz parte do
Programa de Eficiência Energética – PEE da Distribuidora, regulada pela Agência
Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que tem o objetivo de preservar os
recursos naturais e promover educação para o uso eficiente da energia elétrica,
evitando, assim, o desperdício.

Riscos das ligações clandestinas

As ligações clandestinas, populares “gatos”, são uma
prática perigosa e que podem colocar em risco a vida das pessoas. A ação ilegal
pode provocar sobrecarga na rede elétrica, com prejuízo para a população, que
sofre com a interrupção ou oscilação do fornecimento para sua residência e nas
vias públicas ou, por exemplo, com danos aos equipamentos elétricos e ainda
devido à queda na qualidade da energia. As ligações irregulares trazem ainda o
risco de acidentes mais sérios, como a morte do infrator ou de terceiros, pois
os cabos da rede elétrica sempre estão energizados.

A EDP pede que a população contribua e denuncie
ligações irregulares. Para isso, disponibiliza canais de atendimento, como o
aplicativo EDP Online, site www.edponline.com.br,
o Call Center (0800 721 0707) e as Agências de Atendimento ao Cliente. O sigilo
é total e a inspeção é realizada com a máxima urgência.

O furto de energia é crime previsto no Artigo 155 do
Código Penal Brasileiro, que dispõe: “Subtrair, para si ou para outrem,
coisa alheia móvel: pena de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e
multa”.

Fonte: Jhon Martins / redenoticiaes


Leia mais

Leia também