EDP apoiará duas startups do Programa de Empreendedorismo Industrial da Findes

Compartilhe

 

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos
do setor elétrico, vai apoiar duas startups selecionadas no Programa de
Empreendedorismo Industrial, promovido pela Federação Nacional das Indústrias
do Espírito Santo (Findes), por meio do hub de inovação FindesLab, que teve
como tema ‘Os Desafios das Grandes Empresas’. O anúncio foi feito pelo CEO da
Companhia, João Marques da Cruz, e pela conselheira do Grupo EDP, Ana Paula
Marques, após um pitch com as duas empresas.

As startups selecionadas foram a RoboticTech, que apresentou o projeto de uma​​ solução de baixo custo para
execução de recenseamento do parque de iluminação pública de maneira autônoma, com uso de inteligência artificial, e a TerraQ, que trouxe um projeto para
identificação de trechos de rede de distribuição de média tensão, em zonas de
mata, por meio de imagens de satélite.

Durante um ano, as empresas terão acesso a uma rede de mentores e especialistas para apoio na execução do projeto, além de acesso a um
coworking e aos laboratórios do Findeslab. O Instituto Senai de Tecnologia (IST) em Eficiência Operacional atuará junto às startups para concepção e desenvolvimento de protótipos.

“A EDP tem como missão liderar a transição energética e o caminho para este objetivo é a inovação, afinal a
inovação de hoje é a sustentabilidade de amanhã. Daí o nosso interesse em apoiar as startups do Espírito Santo, um estado que tem papel central na estratégia da Companhia no País”, afirma João Marques da Cruz, presidente da EDP no Brasil.

“A EDP está fazendo uma grande aposta em inovação, que se materializa na aceleração de projetos internos, venture capital e parcerias externas. A
colaboração entre inovadores internos e externos, como o ecossistema de startups, parceiros de negócios, clientes, instituições acadêmicas e órgãos
reguladores, chamada de inovação aberta, é fundamental para encontrarmos e desenvolvermos as melhores soluções nas frentes de energias limpas, hidrogênio,
redes inteligentes, armazenamento de energia, mobilidade, geração distribuída e descarbonização, áreas que o Grupo EDP considera prioritárias”, afirma Ana
Paula Marques, conselheira do grupo EDP.

Leia também

Ketanji Brown Jackson toma posse como 1ª juíza negra da Suprema Corte dos EUA

RAFAEL BALAGO WASHINGTON, EUA (FOLHAPRESS) - Ketanji Brown Jackson se tornou, nesta quinta (30), a primeira juíza negra...

Preconceito afeta produção de dados sobre LGBTI+

Reivindicação histórica do movimento de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e intersexuais (LGBTI+), a produção de dados oficiais...

PM apreende 2kg de pasta base de cocaína no Norte do ES

  Policiais militares da 18ª CIA Independente, de Jaguaré, apreenderam dois quilos de pasta base de cocaína na noite...

Embratur, MTur e Iphan se unem para divulgar e promover os patrimônios históricos do Brasil no exterior

O Governo Federal, por meio da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), o Ministério do Turismo...

Transporte de cargas por cabotagem pode ajudar a diminuir frete e preço das mercadorias

O Programa de Estímulo à Cabotagem, conhecido como BR do Mar, deve contribuir não apenas para diversificar a...