“É hora de retribuir as graças que eu recebo”, diz professora Cláudia

A Rede Notícia dá início, nesta quarta-feira à uma série de
entrevistas com os candidatos à Prefeitura de Nova Venécia.

E a primeira entrevistada é a professora Cláudia Antunes da
Silva, do Partido dos Trabalhadores, que tem como vice em sua chapa, o
agricultor familiar João Venturim.

Durante a entrevista, a candidata falou sobre como ingressou
na política, o que a incentivou se candidatar em Nova Venécia, suas principais
propostas, caso eleita, as principais necessidades encontradas durante sua
campanha, como tem sido viver o processo eleitoral e como está sendo vivê-lo
durante uma pandemia.

Como você ingressou na política?

“Desde a adolescência, na década de 1980, sempre fui
envolvida nos movimentos pastorais da Igreja Católica, como a Pastoral da
Juventude e a Pastoral Social, vendo e vivendo as dores do nosso povo. Percebi,
ainda jovem, que era preciso lutar para conquistar direitos e vida digna. Em
1989, com 17 anos, participei ativamente da campanha de Lula à presidência do
Brasil, inclusive, no palanque em um comício em Teófilo Otoni (MG). Tenho 48
anos de idade e 30 anos de filiação ao Partido dos Trabalhadores, pois acredito
em um projeto político que humaniza o trabalho através da garantia de direitos,
acesso de todos aos bens produzidos e igualdade de oportunidades”.

O que te incentivou a ser candidata a prefeita de Nova Venécia?

“Entender que temos uma função social a cumprir para além da
nossa vida privada, no lugar onde moramos e vivemos. Há 28 anos, escolhi
construir minha vida em Nova Venécia, onde estudei, trabalho (sou professora
concursada da Prefeitura Municipal de Nova Venécia), constituí minha família
com um pequeno agricultor da Chapadinha, tenho um filho que estuda nesta
cidade. Aqui, pago meus impostos, faço minhas compras e usufruo dos frutos do
meu trabalho. Nada mais justo do que retribuir as graças que eu recebo usando
meus dons e vontade política para contribuir com esse município”.

Quais são as suas principais propostas para o município?

“Meu plano de governo está sendo entregue às famílias venecianas e também está disponibilizado, na íntegra, no site www.agoraeclaudia.com.br, mas gostaria de destacar as seguintes propostas:

Realizar uma gestão participativa; implantar o orçamento
participativo; trabalhar com uma estrutura de 9 secretarias municipais; rever
e  atualizar o estatuto dos servidores
públicos e o plano de carreira; implantar educação de tempo integral nos moldes
da Escola Pequeno Mundo; criar cursinhos solidários para atender os alunos da
Rede Pública; introduzir nas escolas municipais o ensino da segunda língua
nacional LIBRAS; aumentar o valor e abrangência do vale feira; ampliar a
comercialização da Agricultura Familiar; criar núcleo de atendimento aos
Produtores Rurais; criar lei municipal de incentivo à cultura; investir na
saúde preventiva; criar o centro municipal da escuta para auxílio e prevenção à
depressão e ao suicídio; retomar o projeto ruas de lazer; criar um plano
municipal de obras públicas com mão de obra local; reduzir a burocracia na
abertura de empresas para atrair novos investimentos; e criar a secretaria
municipal de direitos humanos”.

Como tem sido andar pelo Município para identificar suas necessidades?

“Eu tenho andado pelo município para conversar com as
pessoas e apresentar um novo projeto político para os munícipes. Identificamos
as necessidades do povo desde sempre, por isso, estou candidata. O nosso povo
sofre com a falta de políticas públicas eficazes e que contemplem todos os
lugares, organizações e pessoas. Há em Nova Venécia os atendidos e os excluídos
e essa realidade eu já conheço há muito tempo. Agora, chegou a minha vez de
intervir”.

Como tem sido viver esse processo eleitoral e o que ele tem contribuído no seu aprendizado político?

“Dessa vez, o compromisso é maior. Já fui candidata a
vereadora em Mucurici, em 1992, pelo Partido dos Trabalhadores. Não tive êxito,
mas não perdi o foco e a visão da política como a forma que dispomos de
organizar a vida em sociedade. Esse processo eleitoral é atípico, devido a
pandemia da Covid-19, o que nos ensina novos hábitos e a pensar políticas
públicas de enfrentamento aos setores mais atingidos, como a educação, a saúde
e a geração de emprego e renda. Essa vivência política me fortalece para seguir
em frente”.

Como está sendo viver um período eleitoral em meio a uma pandemia? Como você acha que isso contribuirá na escolha do próximo chefe do executivo?

“A pandemia nos impõe limites necessários para uma
convivência saudável e harmoniosa. Com respeito e atitudes corretas, estamos
conseguindo chegar ao eleitor e apresentar nossas propostas. As redes sociais
são parceiras, se usadas com responsabilidade. A população também usará como
critério escolher um candidato(a) comprometido(a) e responsável com o próximo”.

Deixe uma mensagem para a população de Nova Venécia.

“Peço ao eleitor que use o seu voto com muita
responsabilidade, elegendo uma prefeita ou prefeito comprometido com as causas
populares, com o bem-estar social e com os anseios da sociedade. O voto é uma
arma poderosa. Com ele, podemos construir ou destruir a nossa maior conquista:
a democracia. Precisamos de um executivo e um legislativo plural, ou seja, que
represente toda a sociedade de forma mais ampla, como professores,
agricultores, mulheres, negros, profissionais da Saúde, do comércio, do serviço
público. Enfim, novas ideias vindas de quem mais precisa das políticas públicas
e conhece a necessidade do povo”.

Fonte: Jhon Martins / redenoticiaes

Leia mais

Pandemia causa retração na arrecadação dos municípios

O cenário de crise econômica agravado pela pandemia da Covid-19 trouxe ainda mais pressão aos cofres públicos. A retração na atividade econômica global teve...

Jacy Donato tem nova derrota em recurso contra registro indeferido de candidatura

O Ministério Público Eleitoral (MPE) do Espírito Santo descontruiu toda a argumentação da defesa do prefeito Jacy Rodrigues da Costa, o Jacy Donato, e...

Homem que ameaçava família é preso com arma de fogo em Barra de São Francisco

  Na noite desta segunda-feira (06.07), militares da patrulha rural e motopatrulha se deslocaram para o Córrego do São João, município de Barra de São...

Leia também

Bolsonaro convida Meneguelli para almoço em Brasília

O Prefeito Sérgio Meneguelli irá almoçar com o Presidente da República Jair Bolsonaro na quarta-feira (2) da próxima semana, ao meio dia. A primeira...

Governo do Espírito Santo autoriza volta de aulas presenciais em cidades com risco moderado para Covid-19

O Governo do Espírito Santo autorizou a retomada das aulas presenciais nas cidades que possuem risco moderado para a Covid-19. Com isso, em Vitória,...

Feira Sabores da Terra começa nesta quinta na Praça do Papa, em Vitória

Evento será realizado até o próximo domingo (29). Segundo o governo estadual, todos os protocolos de prevenção contra o coronavírus serão seguidos. Feira Sabores da...

Prorrogação da desoneração da folha de pagamento pode beneficiar indústrias paulistas

Estado com maior PIB do Brasil, de R$ 1,9 trilhão, São Paulo corresponde ao equivalente a 29,8% da indústria nacional. O setor emprega 2.922.404...