Duque faz a quarta mudança de gabinete desde início de Greve Nacional na Colômbia


TeleSur – O presidente da Colômbia, Iván Duque, anunciou nesta sexta-feira que nomeou Angélica Mayolo como a nova chefe do Ministério da Cultura, o que constituiu a quarta mudança em seu gabinete desde o início da Greve Nacional, em 28 de abril.

Mayolo, 31 anos e mestre em Direito Internacional pela Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), Estados Unidos (EUA), substitui Felipe Buitrago no cargo.

Ao anunciar a notícia, Duque destacou a “grande formação acadêmica” e a “juventude” da nova governante, o que lhe permitirá participar na coordenação e construção de “projetos sociais e econômicos para a juventude colombiana”.

“Nosso novo ministro da Cultura chega para participar da construção de grandes acordos para a juventude do nosso país”, disse o presidente.

O presidente colombiano fez quatro mudanças de ministro desde 28 de abril passado, quando teve início a Greve Nacional contra as medidas de seu governo neoliberal.

A primeira mudança foi do ministro da Fazenda, Alberto Carrasquilla, que promoveu a reforma tributária que deu origem às atuais manifestações populares no país sul-americano.

Carrasquilla foi substituído por José Manuel Restrepo, que era Ministro do Comércio, Investimento e Turismo.

Nesta última unidade foi nomeada titular a advogada María Ximena Lombana.

No âmbito dos protestos sociais, em 13 de maio Claudia Blum apresentou sua renúncia ao Ministério das Relações Exteriores, pasta que agora é chefiada pela vice-presidente Marta Lucía Ramírez.


Leia mais

Leia também