Duas em cada cinco escolas no mundo não tinham instalações para lavar as mãos antes da pandemia, segundo OMS e Unicef

Os dados mais recentes do Programa Conjunto de Monitoramento da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Unicef para Saneamento e Higiene (JMP) revelam que 43% das escolas ao redor do mundo não tinham as instalações básicas para lavagem das mãos com água e sabão em 2019. A higiene das mãos é tida como fundamental para as instituições de ensino possam funcionar em meio à pandemia.

Cinco estados e o DF ainda não formalizaram plano de retomada, diz Ipea

SUS vai adotar vacina para Covid-19 que estiver pronta primeiro, diz MS

Segundo o relatório da OMS e do Unicef, são cerca de 818 milhões de crianças em todo o mundo sem as instalações para lavar as mãos nas escolas, o que aumenta o risco de contaminação pelo coronavírus. Mais de um terço dessas crianças estão na África, ao sul do deserto da Saara. No Brasil, 39% das escolas não possuem a estrutura necessária para a limpeza das mãos. 
 

Foto: Tânia Rego / Agência Brasil

Leia mais

Leia também