Dólar bate R$ 5,71 e renova recorde histórico

O dólar opera novamente em alta nesta sexta-feira (24), renovando máximas históricas de cotação nominal (sem considerar a inflação), com a tensão política em torno da exoneração do diretor-geral da Polícia Federal e após o ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciar a demissão do cargo e sua saída do governo Bolsonaro.

Às 11h50, a moeda norte-americana era vendida a R$ 5,6758, em alta de 2,66%. Na máxima até o momento, logo após o inicio do pronunciamento de Moro, chegou a R$ 5,7172 – novo recorde intradia. Veja mais cotações.

Já a Bovespa opera em forte queda nesta sexta-feira.

Na véspera, o dólar encerrou o dia em alta de 2,21%, a R$ 5,5285, novo recorde nominal de fechamento. Na máxima do dia durante os negócios, chegou R$ 5,5300. No mês, a moeda acumulou alta de 6,40%. No ano, a valorização é de 37,87%.

Atuação do Banco Central

Em meio à disparada do dólar, o Banco Central anunciou para esta sexta-feira leilões de linha de dólar e de contratos de swap cambial para rolagem de vencimentos em ambos os instrumentos, com uma oferta total de US$ 3,5 bilhões.

Tensão política

Aliados do ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmaram que ele foi pego de surpresa com a publicação, no “Diário Oficial” desta sexta-feira (24), da exoneração do delegado Maurício Valeixo, agora ex-diretor-geral da Polícia Federal.

Ao anunciar sua saída do governo, Moro afirmou que disse para Bolsonaro que não se opunha à troca de comando na PF, desde que o presidente lhe apresentasse uma razão para isso. Ele disse ainda que o problema não é a troca em si, mas o motivo pelo qual Bolsonaro tomou a atitude. Segundo o agora ex-ministro, Bolsonaro quer “colher” informações dentro da PF, como relatórios de inteligência.

O mercado reagiu negativamente por entender que o movimento indica mais tensões políticas dentro do governo e pode acabar piorando a avaliação do próprio presidente. Moro está entre os ministros mais bem avaliados pela população.

Tombo da atividade econômica

No noticiário econômico, pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostrou que a confiança da indústria brasileira deve registrar uma queda histórica em abril. A prévia da sondagem do setor indica recuo de 39,5 pontos, para 58,0 pontos. Caso esse resultado se confirme, essa será a maior queda mensal da história do indicador, com o índice alcançando o menor valor da série.

As contas externas do Brasil registraram déficit de US$ 15,242 bilhões no primeiro trimestre deste ano, com aumento de 1,32% na comparação com o mesmo período de 2019, informou o Banco Central nesta sexta-feira (24). Foi o maior rombo para o período desde 2015, ou seja, em cinco anos.

“A deterioração das contas públicas em decorrência da pandemia da Covid-19, associada à interminável crise, especialmente entre o Executivo e Legislativo, põe o Brasil nas cordas. O risco-país afugenta os investidores”, disse em nota Ricardo Gomes da Silva, da Correparti Corretora.

O mercado passou a estimar retração de 2,96% do PIB em 2020, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central, e diversos bancos e consultorias avaliam que o país corre o risco de enfrentar uma nova recessão. Já o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê queda de 5,3% do PIB do Brasil neste ano.

Leia mais

Auxílio Emergencial chega a 60% da população brasileira

Foto: Agência Brasil Mais de 66 milhões de pessoas receberam diretamente o Auxílio Emergencial desde abril. A iniciativa apoia famílias em situação de vulnerabilidade...

Mais de R$ 65 milhões foram liberados para proprietários de pequenos negócios

Os donos de pequenos negócios já tiveram acesso,...

Espírito Santo tem quase 1,5 mil novos casos de Coronavírus em 24h; total de óbitos chega a 937

O Espírito Santo registrou, até esta quarta-feira (10), 937 mortes por Covid-19. O número de casos confirmados chegou a 23.391, sendo que 4.514 são profissionais de...

Morre dona Nadir de Souza Alves, moradora muito conhecida em Água Doce do Norte

Água Doce do Norte está de luto pela morte da senhora Nadir de Souza Alves, de...

Leia também

Nova Venécia tem 194 candidatos a vereador

O prazo para registro das candidaturas para a disputa eleitoral do dia 15 de novembro, encerra-se neste sábado, dia 26, e, a se confirmar...

BA: Governo do estado pede apoio ao TRE para que as eleições não sofram impacto da pandemia

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) pretende produzir uma Nota Técnica e enviar ao Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-BA) para...

Rio de Janeiro tem 47 municípios com adesão à licitação de concessões para saneamento básico

No estado do Rio de Janeiro, 47 dos 64 municípios atendidos pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) aderiram ao modelo de concessão...