Dois são condenados a 27 e 24 anos de prisão por morte de motorista de aplicativo no Espírito Santo

Dois homens foram condenados a 27 e 24 anos de prisão pela morte do motorista de aplicativo Amarildo Amaro Freire, em Guarapari, no Espírito Santo. O crime aconteceu em março e a sentença saiu na última segunda-feira (30).

Joadson Lima dos Santos e Elias Brito Bernardes da Silva foram condenados por ocultação de cadáver, latrocínio (roubo seguido de morte) e corrupção de menor, já que, segundo a sentença, praticaram o crime com um adolescente de 16 anos.

Joadson Lima dos Santos: condenado a 27 anos de reclusão, inicialmente em regime fechado, além do pagamento de 30 dias-multa. Elias Brito Bernardes da Silva: condenado a 24 anos e seis meses de reclusão, inicialmente em regime fechado, além do pagamento de 30 dias-multa. No processo, o juiz afirmou que “a materialidade do ilícito está evidenciada pelas rumorosas peças dos autos”, incluindo o boletim unificado da polícia, o laudo de exame cadavérico e o laudo pericial, além dos “depoimentos harmônicos prestados pelas testemunhas” e as confissões dos próprios acusados. Edmilson Souza Santos Juiz de direito da 2ª Vara Criminal de Guarapari “Da análise do conjunto probatório amealhado aos autos, constata-se que a autoria e a materialidade delitiva restaram devidamente comprovadas em desfavor dos acusados” Por meio da decisão, o juiz ainda determinou que os réus não podem apelar em liberdade. “Trata-se de crime hediondo em concurso de pessoas com um adolescente. Se faz mister garantir a ordem pública”, defendeu. Ele também solicitou a transferência dos condenados para um “estabelecimento prisional compatível com o regime estabelecido”. Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), responsável pelos presídios capixabas, informou que Joadson Lima dos Santos e Elias Brito Bernardes da Silva seguem presos no Centro de Detenção Provisória de Guarapari, onde deram entrada no dia 24 de março deste ano.

Motorista de aplicativo é encontrado morto em Guarapari

Motorista de aplicativo é encontrado morto em Guarapari