Dois Indivíduos são presos suspeitos de serem autores de triplo homicídio em Jaguaré

Delegacia

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Jaguaré prendeu, nesta segunda-feira (07), dois homens de 18 e 23 anos, suspeitos de serem os autores de um triplo homicídio que ocorreu no dia 18 de março deste ano, em Barra Seca, zona rural de Jaguaré. Conforme as investigações, a motivação do crime seria a disputa pelo tráfico de drogas na região.

O indivíduo de 18 anos estava no Centro de Detenção Provisório de São Mateus (CDPSM), cumprindo um mandado de prisão temporária pela prática de homicídio qualificado, mas foi liberado no último domingo (06). Entretanto, o mandado de prisão havia estendido e, após ter ciência da liberação, a equipe da DP de Jaguaré, com apoio da Diretoria de Inteligência Prisional (DIP/Sejus), realizaram diligências e conseguiram recapturar o interno.

“Ele foi encontrado no Córrego do Estivado, na zona rural de Jaguaré e, após realizarmos um cerco em meio a uma plantação de café e coqueiros, ele se entregou, sendo encaminhado novamente ao Centro de Detenção Provisório de São Mateus”, disse a titular da Delegacia de Polícia de Jaguaré, delegada Gabriella Zaché.

Já o segundo suspeito de 23 anos estava foragido. Durante as investigações, a equipe da DP de Jaguaré, recebeu informações de que o indivíduo estava escondido no bairro Juparanã, em Linhares. Os policiais civis foram até a residência e fizeram um cerco esperando o suspeito sair da residência.

“O indivíduo saiu da casa e acionou a motocicleta, no intuito de sair do local. Os policiais acionaram os sinais luminosos e sonoros da viatura policial para realizar a abordagem. Neste momento, ele tentou empreender fuga, acelerando a motocicleta sobre a equipe policial, batendo contra a viatura e um veículo que estava estacionado na via”, relatou a delegada Gabriella Zaché.

Durante a tentativa falha de fuga, o suspeito tentou agredir um policial que, para cessar a injusta agressão, realizou um disparo de arma de fogo atingindo o suspeito de raspão na região abdominal. Ele foi encaminhado ao Hospital Geral de Linhares e, posteriormente, ao Centro de Detenção Provisória de Linhares (CDPL).

O inquérito foi concluído e remetido à Justiça. Os dois suspeitos foram indiciados por homicídio qualificado.

Texto: Matheus Zardini