DIVERSÃO EM PAUTA: “Corgi: Top Dog” chega aos cinemas com proposta de filme infantil, mas com sátiras e piadas de duplo sentido para entreter adultos

Compartilhe

Rex é um corgi que leva uma vida de luxo como o cachorro favorito da Rainha Elizabeth. Acostumado a estar cercado de cuidados e pelos muros do Palácio, o filhote precisa encontrar o caminho de casa após se perder pelas ruas de Londres. O que Rex não esperava, era que essa jornada o faria conhecer um outro lado da vida. É assim que a animação “Corgi: Top Dog” se apresenta inicialmente.

Apesar de divertir em alguns momentos, o filme possui um roteiro previsível e só ganha individualidade à medida que uma grande quantidade de sátiras vão sendo inseridas na estória. Justamente por este motivo, a animação vai revelando uma narrativa repleta de piadas adultas que, dependendo do ponto de vista, podem se tornar problemáticas.

O protagonista Rex demora a ganhar a empatia do espectador, mas a sua personalidade inicial é totalmente compreensível levando em consideração a forma e o contexto em que o cachorro foi criado. Aos poucos, a sua jornada de autoconhecimento vai fazendo o corgi desenvolver o seu amadurecimento.

Por outro lado, alguns personagens secundários se destacam desde a sua primeira aparição na tela, como Jack, um vira-lata hiperativo que mora em um canil da cidade, e que irá se tornar um verdadeiro amigo para Rex.

Porém, o maior ponto positivo da animação se dá completamente por sua ambientação. “Corgi: Top Dog” não teria nenhuma singularidade se não fosse pelo fato da história se passar na Inglaterra e dentro da residência Real, o Palácio de Buckingham. Os efeitos gráficos feitos para representar grandes nomes como a Rainha Elizabeth, o Príncipe Phillip e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ficaram impecáveis e tornam o filme bem mais agradável e divertido de assistir.

Por fim, está enganado quem pensa que a estória do corgi Rex pode ser vista apenas como um filme infantil. Apesar do visual e das características que lembram animações de outros estúdios, em alguns momentos, “Corgi: Top Dog” consegue muito bem encaixar sátiras e piadas de duplo sentido destinadas completamente aos adultos.

O filme chega aos cinemas brasileiros na próxima semana, dia 5 de setembro.

Reportagem, Poliana Fontenele

Variante Gama desaparece no Brasil

Leia também

Em três anos, Governo Federal entregou 4,2 mil obras de infraestrutura esportiva

O Governo Federal atingiu neste mês a marca de 4,2 mil obras de infraestrutura esportiva concluídas, de norte...

DJ Thiago Crei, encontrado morto em terreno, é enterrado no Espírito Santo

  Thiago Crei foi encontrado morto em terreno baldio de Vila Velha — Foto: Reprodução/Rede social O DJ capixaba Thiago...

TSE simula ataque hacker em urnas eletrônicas em meio a ofensiva de Bolsonaro

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) realiza nesta semana novos testes com ataques controlados aos...

Qualificar ES abre vagas de qualificação profissional para moradores de Barra de São Francisco

Os moradores de Barra de São Francisco já podem realizar as inscrições em cursos presenciais do Programa Qualificar...

RJ: polícia prende suspeitos de assassinar papiloscopista

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu ontem (15) quatro suspeitos de envolvimento no assassinato de papiloscopista...

Bolsonaro discursa aos gritos, usa palavrões e diz a empresários que eleição pode ser conturbada

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou nesta segunda-feira (16) a relativizar os atos...

Espírito Santo alerta para baixa adesão às campanhas de vacinação contra gripe e sarampo

A menos de um mês para o fim das campanhas de vacinação contra a gripe e o sarampo,...