Disseminação da Covid-19 na África é alarmante, diz OMS; na última semana, número de mortes aumentou 43%


Prensa Latina, via Diálogos do SulÉ alarmante e persistente a disseminação da Covid-19 na África, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) em um comunicado divulgado nesta quinta-feira (15), em Nairóbi.

O texto foi ratificado por estatísticas do Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CPCE), segundo as quais entre quarta (14) e quinta, nos países localizados ao sul do Saara, 1.360 pacientes morreram por causas associadas à doença e 42.492 foram registrados como recém-infectados.

Os números representam aumentos em ambas as taxas e apontam uma tendência que tem sido difundida nos últimos meses.

Conforme a contagem diária da Prensa Latina, com base em relatórios oficiais, o número acumulado de infectados e mortos desde a chegada da pandemia na África foi de 6 milhões 69.998 e 154.543, respectivamente.

O comunicado da OMS calcula que o aumento de mortes só na última semana foi de 43% e a taxa de fatalidade atingiu 2,6%, vários décimos acima da média global, de 2,2.

O órgão de saúde da ONU também observa que há um “aumento das infecções (com SARS-CoV-2 e suas mutações) e internações hospitalares”, exacerbado pela escassez de oxigênio e camas nas enfermarias de cuidados intensivos.


Leia mais

Leia também