Dilma condena agressões e ameaças da extrema direita contra políticos franceses


A ex-presidente Dilma Rousseff usou suas redes sociais nesta terça-feira (8) para lamentar as agressões da extrema direita francesa, que ameaçou de morte o político Jean-Luc Mélenchon e também agrediu fisicamente o presidente da França,  Emmanuel Macron, nesta terça-feira (8).

“Em todos os lugares onde a extrema direita progride, a violência se instala. Na França, Jean-Luc Mélenchon (@JLMelenchon) e seus eleitores são ameaçados publicamente de morte. Solidariedade ao país da liberdade, igualdade e fraternidade”, disse Dilma. 

Saiba mais 

Nesta terça-feira (8), o presidente da França, Emmanuel Macron, levou um tapa na cara de um homem durante visita à cidade de Drôme, no sudeste da França.

Em um vídeo divulgado no Twitter, é possível ver o momento em que um homem, vestindo camiseta verde, com óculos e máscara facial, grita “fora Macron!”, e logo em seguida, acerta um tapa na cara do presidente.

Os seguranças do presidente francês interviram rapidamente, colocando o homem no chão e afastando Macron do local.

(Foto: Ricardo Stuckert | Reuters)