Diário Oficial completa 130 anos com lançamento de novo Caderno

Neste sábado, dia 23 de maio, o Diário Oficial do Espírito Santo completará 130 anos de história. E a celebração será marcada pelo lançamento de um novo produto: o Caderno dos Municípios do Espírito Santo. A publicação irá reunir todas as informações referentes aos municípios em um único lugar e integrará os outros três que o Diário Oficial já dispõe: Executivo, Licitações e Diversos.

“Esse novo caderno foi planejado desde o início da gestão como forma de dar ainda mais transparência aos atos públicos. Isso porque, as pessoas terão todas as publicações referentes aos municípios em um único caderno, o que permitirá uma consulta mais rápida e eficiente”, destacou a diretora-presidente Departamento de Imprensa Oficial do Espírito Santo (DIO/ES), Madalena Santana.

Lançamento

O Caderno dos Municípios irá circular diariamente a partir da próxima semana. O acesso é o mesmo do Diário Oficial do Espírito Santo. Basta acessar o site www.dio.es.gov.br e escolher o link Consultar Diário Oficial. Ao “baixar” ou visualizar a edição, o cidadão terá acesso gratuito aos quatro cadernos (Executivo, Licitações, Municípios e Diversos).

História

Segundo Diário Oficial mais antigo do País, a publicação prossegue registrando em suas páginas a história do Espírito Santo por meio de decretos, leis e outras matérias oficiais.

“É um grande orgulho poder fazer parte dos 130 anos de história do Diário Oficial do Espírito Santo, uma publicação tão importante para todos os capixabas. A nossa expectativa é de que o Diário prossiga sua trajetória nos contando em suas linhas a evolução da nossa sociedade. Parabéns!”, ressaltou a diretora-presidente.

Apesar do marco ser a circulação da primeira edição, essa história começou alguns meses antes, em 20 de fevereiro de 1890, quando o então governador, Affonso Claudio de Freitas Rosa, editou o Decreto nº 14, de criação do Diário Official do Estado Federal do Espírito-Santo.

No início, a oficina tipográfica ficava no Palácio Anchieta, no Centro de Vitória. Mas, em 20 de novembro de 1939, o Diário quase foi extinto após um grande incêndio ocorrido no palácio.

Em 1948, no Governo de Carlos Fernando Monteiro Lindenberg, a Imprensa Oficial foi transferida para uma nova sede, na famosa Avenida Capixaba, atual Jerônimo Monteiro.

A partir de 1971, a autarquia conquistou sede própria no bairro Bento Ferreira, em Vitória, onde o parque gráfico funcionou até o início de 2018. O fim das edições impressas havia ocorrido um pouco antes, pois em 1º de agosto de 2017 o Diário Oficial do Espírito Santo passou a ser veiculado apenas na internet.

A modernização trouxe a facilidade de acesso. Hoje, é possível tanto fazer uma publicação via smartphones, tablets e outros dispositivos móveis quanto acessar a edição de qualquer lugar.

Leia mais

Brasil fará parte de iniciativa internacional para desenvolvimento de vacina contra o novo coronavírus

O objetivo da iniciativa é acelerar a descoberta de vacinas, medicamentos e outras tecnologias. –...

EUA anunciam ajuda de US$ 3 milhões para combater o coronavírus no Brasil

O CDC trabalhará em colaboração com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde. ...

Ações de apoio à população idosa vulnerável terão verba de R$ 4 bilhões

Coletiva de imprensa sobre o Plano de Contingência de Vulneráveis na COVID-19, com foco na pessoa idosa –...

Leia também

São Mateus confirma quarta morte por Covid-19; total de casos confirmados chega a 295

A Vigilância Epidemiológica Municipal confirmou o quarto óbito...

Com saída de Alencar, PT quer Mário Agapito ou Zé Valdeci como candidato a prefeito de Barra de São Francisco

O Partido dos Trabalhadores de Barra de São Francisco/ES está realizando uma prévia para saber dentro da agremiação quem será seu pré-candidato a Prefeito....

Selo Turismo Responsável identificará boas práticas de combate à Covid-19

Selo Turismo Responsável identificará boas práticas de combate à Covid-19 – Foto: ...