Diálogos sobre qualidade do ar: Espírito Santo e São Paulo focam em aplicativo no celular para ampliar divulgação de dados

A poluição do ar é um desafio para governos e sociedade. Políticas públicas de controle e melhoria da qualidade do ar instigam e unem governos, uma vez que buscam esclarecer dúvidas recorrentes ao tema, a partir do trabalho de técnicos e especialistas no assunto. Em uma série especial, o Governo do Estado do Espírito Santo, por meio do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), debate a qualidade do ar com os demais estados da região sudeste, uma forma de estimular avanços e novas experiências.

Em ações recentes, o Governo do Estado, por meio do Iema, lançou um aplicativo sobre a qualidade do ar da Grande Vitória, disponível gratuitamente para Android e iOS, hospedado na plataforma “ES na Palma da Mão”, programa que reúne iniciativas e serviços. A realização foi fruto de uma parceria com o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest)

Foi lançado também, em meados de junho último, o relatório “Avaliação dos Efeitos das Medidas de Afastamento Social sobre a Qualidade do Ar na Região Grande Vitória”, cujo objetivo foi constatar se as medidas de isolamento social, necessárias para conter a disseminação do novo Coronavírus (Covid-19), afetaram positivamente a qualidade do ar da Grande Vitória.

Diálogo e ações

Para avançar no diálogo sobre a qualidade do ar, na busca por estratégias e ações que contribuam para soluções multidisciplinares nesse complexo desafio, a gerente da Divisão de Qualidade do Ar da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Maria Lúcia Guardani, inicia a série sobre a qualidade do ar com os estados da região sudeste do Brasil. Ela destaca que o maior veículo de acesso à informação atualmente é o celular. “Para nós, da qualidade do ar, o celular é uma ferramenta de educação ambiental”, define.

Em março deste ano, a Cetesb lançou sua nova versão de aplicativo gratuito, contendo informações sobre a qualidade do ar em todo o Estado de São Paulo, em tempo real, nas mais de 60 estações automáticas de monitoramento. 

“A informação é sempre importante, pois uma forma de se evitar a emissão de poluição é educar a população, para que ela saiba que existem poluentes e que temos responsabilidades. Temos os governos e os dirigentes com suas responsabilidades e papéis, claro, mas nós, como cidadãos, temos o nosso papel também. A educação ambiental passa pelo cidadão e temos que educar a população para evitar o uso do carro, por exemplo, optando pelo transporte coletivo”, destaca a gerente da Divisão de Qualidade do Ar da Cetesb.

Maria Lúcia Guardani aponta que o fato de as pessoas permanecerem em casa, devido às regras de isolamento social vinculadas ao combate ao Covid-19, fez com que os índices de poluição do ar fossem reduzidos. “Não deixamos o carro em casa e a poluição diminuiu? Então, é um aprendizado. São coisas difíceis, mas vamos ter que pensar. Acho que a divulgação é importante. O aplicativo é de interesse de cada um e as ações também”, assinala.

Relatório

Enquanto o Espírito Santo lançou um relatório da qualidade do ar comparando o período de 24/03/2020 a 30/04/2020 com o período de 24/03/2019 a 30/04/2019, São Paulo tem lançado boletins quinzenais para saber como o isolamento social tem contribuído para a redução dos índices de poluição da qualidade do ar. 

“Nosso problema de meteorologia aqui é muito significativo e, ao comparar com anos anteriores, onde tivemos períodos chuvosos, teremos um problema de cara. A gente observou que aqui existiu uma queda nos índices, pois, se não tivesse essa diminuição de atividades, de frota de veículos, seguramente teríamos uma concentração maior de poluentes, porque a meteorologia está muito diferente da do ano passado. Passamos o mês de maio sem chuvas”, informa a gerente da Divisão de Qualidade do Ar da Cetesb.

Ela sempre bate na tecla da educação ambiental. “É muito importante, pois para preservar, é preciso conhecer e, assim, ter uma ação positiva. Acho que ensinar a população a enxergar a existência do aplicativo e que ele é uma valiosa ferramenta é uma forma de educação ambiental. Acho que São Paulo já deu um passo e o Espírito Santo também e acho que o caminho é a continuidade dessas ações positivas”, destaca.

Sugestão

Como sugestão para se ampliar ações de educação ambiental, Maria Lúcia Guardani indica a divulgação dos índices da qualidade do ar nos programas de TV. 

“Acho que deveria ter um espaço de divulgação da qualidade do ar nos programas de TV e veículos de informação, tal qual já acontece com a previsão do tempo. Nos Estados Unidos isso já acontece. A divulgação na televisão seria uma forma de educação ambiental”, defende.

Além do aplicativo, a cidade de São Paulo conta com relógios de rua que indicam a qualidade do ar, como também a temperatura e a hora certa. “Utilizamos um código de cores que lembra o semáforo e isso fica bem evidente para quem está passando de carro, pois consegue ter a informação sobre a qualidade do ar ao bater o olho e saber que está verde, por exemplo, então, está com a qualidade boa”.

Os painéis de rua da cidade de São Paulo contribuem na ampliação da divulgação da qualidade do ar e, com o uso do aplicativo e das informações contidas no site da Cetesb, o assunto fica mais acessível à população, de forma transparente.

Leia mais

Coopeavi 360°: oportunidade para todos os lados a partir desta quarta-feira (12)

Em tempos de isolamento, a Coopeavi trabalha para...

TCU acredita que Orçamento de Guerra deve passar do tempo estabelecido

O Tribunal de Contas da União declarou que existe risco de criação e execução de despesas em desacordo com as regras do chamado Orçamento...

Simulado oficial do Enem já está disponível no aplicativo

Inicialmente, é possível testar os conhecimentos com as questões das provas de 2012 e 2013. Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil O Instituto Nacional...

PB: empresária defendia abrir comércio antes de perder marido por Coronavírus

Uma comerciante de Santa Rita, na Grande João Pessoa, que defendia o funcionamento do comércio e chegou a zombar do "fique em casa", gravou...

Leia também

Nota de Falecimento – ADÃO RODRIGUES LEMES

A prefeitura de Barra de São Francisco divulgou nesta terça-feira (29) uma nota de pesar pelo falecimento do servidor aposentado Adão Rodrigues Lemes. "Com pesar,...

Cão policial encontra droga enterrada em Ecoporanga

Policiais Militares do 11º Batalhão apreenderam drogas enterradas com auxílio do cão policial Jayson. O fato ocorreu na noite desta segunda-feira (28), no município...

Nova Venécia em alerta crítico para incêndios florestais

A Defesa Civil de Nova Venécia recebeu um alerta crítico do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (INPE), para incêndios devido a onda de calor...

INDICADORES: São Paulo registra alta no boi gordo nesta terça (29)

A cotação da arroba do boi gordo começou a terça-feira (29) com alta de 0,02% no preço e o produto é negociado a R$...