DF nomeia 437 servidores para reforçar a educação pública da Capital

O governo do Distrito Federal (GDF) nomeou 437 servidores para reforçar a educação pública da Capital. O investimento no quadro de funcionários é de mais de R$ 19,1 milhões, ainda este ano. São 35 analistas, 220 técnicos de apoio administrativo, 85 secretários escolares e mais 97 monitores de gestão educacional.

Durante a nomeação, o governador do DF Ibaneis Rocha anunciou a previsão de retorno presencial e gradativo das aulas a partir de agosto de 2021, logo após a vacinação de toda a categoria contra a Covid-19.

DF: vacinação para a Educação começa na próxima sexta (21)

Além da nomeação dos profissionais, o GDF tem investido na infraestrutura das escolas. Em Taguatinga, as reformas custaram R$ 1,2 milhão, pagas pelo Programa de Descentralização Administrativa e Financeira. Só o Centro de Ensino Integrado 10 (CEI 10) recebeu R$ 500 mil em recursos.

No Gama, quatro escolas e uma unidade do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic) vão ganhar melhorias, com investimento de R$ 11 milhões. Em Brazlândia, já foram aplicados R$ 14,3 milhões em reformas nas escolas, nos últimos 18 meses.

Nomeação - Foto: Renato Alves/Agência BrasíliaNomeação – Foto: Renato Alves/Agência Brasília


Leia mais

Leia também