DESASTRES: Defesa Civil participa de evento global para debater redução de riscos

Compartilhe

A Defesa Civil Nacional vai participar, a partir da próxima segunda-feira, 23 de maio, da 7ª sessão da Plataforma Global para Redução do Risco de Desastres. O evento será realizado até sábado (28), em Bali, na Indonésia. 

Promovido pela Organização das Nações Unidas, a ONU, o encontro vai reunir organismos governamentais e não governamentais que tratam da redução do risco de desastres em nível global. Durante o evento, também serão realizadas mesas redondas ministeriais. 

Armin Braun, diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, o Cenad, será um dos representantes do Brasil no encontro. Ele destaca a troca de experiências entre os países durante o evento. “É uma grande oportunidade para compartilhar conhecimentos, identificar soluções, aprimorar a liderança política e discutir as últimas tendências na questão da redução do risco de desastres e na busca por resiliência.”

Durante o evento, também será discutida a implementação do Marco de Sendai, definido em 2015, no Japão. O Marco estabelece como prioridade ações voltadas à compreensão do risco de desastres em todas as suas dimensões.

Foto: MDR/divulgaçãoFoto: MDR/divulgação

Leia também

Ministério da Economia e Enap vão premiar municípios empreendedores

Os municípios que se destacam pelo empreendedorismo podem receber uma premiação pelas ações na área para incentivar novas...

Conheça a história do código secreto deixado por Chico Xavier

MARCELO TOLEDO UBERABA, MG (FOLHAPRESS) - Uma senha deixada a três pessoas pelo médium Chico Xavier (1910-2002), cuja...

INDICADORES: Preço do boi gordo tem queda nesta quinta-feira (30)

A cotação da arroba do boi gordo começou a quinta-feira (30) com queda de 1,95% e o produto...

Corinthians empresta Rodrigo Varanda e libera goleiro para time do Chipre

ARTHUR SANDES SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O Corinthians fechou nesta segunda-feira (4) a transferência de dois jogadores...

Auxílio Brasil representa atualmente 2,16% do PIB da região Norte

O Ministério da Economia tenta encontrar espaço no orçamento para aumentar de R$ 400 para R$ 600 o...