Deputado recorre ao TCES para suspender licitação de guincho no Detran

Presidente da CPI da Máfia dos Guinchos na Assembleia Legislativa, onde conseguiu desmontar um esquema de conluio entre servidores públicos e empresários que prejudicavam a população capixaba, o deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) recorreu ao Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES) com uma representação para suspender a licitação milionária, por pregão eletrônico, aberta pelo Detran para contratação de serviços de pátio e guincho.

O montante levantado pelo parlamentar no edital convocatório chega a quase R$ 35 milhões e Enivaldo aponta à Corte de Contas, onde o processo é relatado pelo conselheiro Rodrigo Coelho, uma série de indícios de direcionamento da publicação “com o objetivo de restringir a livre participação de concorrentes, direcionando nos detalhes para empresas previamente escolhidas por quem elaborou o documento”.

A representação deu entrada com pedido de decisão liminar para suspender a licitação, até o julgamento do mérito pelo Tribunal de Contas. Uma das irregularidades apontadas por Enivaldo é no anexo III, item 1.3.2, quando o edital define quantidade mínima de veículos em deposito e guarda a ser comprovada correspondente a 35% do total estimado de 1.000 veículos a serem recolhidos em 12 meses.

“Para fins de participação no certame, o licitante terá que apresentar atestado de qualidade técnica de que já tenha mantido em depósito e guarda a quantidade de 350 veículos, a fim de se qualificar na etapa do pregão eletrônico, ora questionado. Essa imposição aos licitantes pode configurar a violação do princípio da competitividade, como demonstra ser no presente caso”, argumenta Enivaldo.

Para o deputado, essa restrição “implica em direcionamento do certame às sociedades empresárias que já operam este tipo de serviço no Estado do Espírito Santo, em detrimento da maior amplitude de concorrência”.

O princípio da impessoalidade também é violado nessa exigência, conforme entendimento de Enivaldo dos Anjos, “porque já torna possível saber de antemão as vencedoras dos lotes em disputa, o que, inegavelmente, afronta a credibilidade do certame”. E acrescenta: “A medida favorece tão somente àqueles que já operam este tipo de serviço em detrimento a uma maior amplitude de concorrência”.

Texto: José Caldas da Costa

Enivaldo defende que PGE retire notícia-crime contra deputados que invadiram o Dório Silva

Enivaldo dos Anjos em reunião virtual da Ales (Foto: Webales)

Leia mais

Hospital confirma 6ª morte em São Paulo; total no Brasil vai a 8

O Hospital Santa Catarina, que é privado em São Paulo, divulgou nesta sexta-feira (20) a morte de um paciente de 70 anos com coronavírus....

Entenda como funciona a Sociedade Unipessoal de Advocacia

A Sociedade Unipessoal de Advocacia encontra respaldo na 𝗟𝗲𝗶 𝟭𝟯.𝟮𝟰𝟳/𝟭𝟲, sendo regulada pelos arts. 15 a 17 do Estatuto da Advocacia e os arts....

Polícia prende suspeito de promover ataque a pessoas em situação de rua no Espírito Santo

Ataque armado aconteceu em março deste ano no meio da rua. Duas pessoas morreram e outras oito ficaram feridas.

Covardia em Águia Branca, idosa de 71 anos morre após ser espancada por assaltantes

Uma idosa de 71 anos morreu nesta terça-feira (10/12/2019) após ficar quatro dias internada em um...

Leia também

Acidente deixa uma pessoa morta e seis feridas em rodovia de São Mateus

Um grave acidente aconteceu, na noite do último domingo (27), na Rodovia Othovarino Duarte Santos, que liga São Mateus ao Balneário de Guriri, próximo...

Homem morre ao perder controle de motocicleta em Colatina

Um acidente de trânsito ocorreu na manhã do último domingo (27), por volta das 10h00min, na descida do Bairro José de Anchieta, em Colatina. Segundo...