Deputado cobra suspensão de pedágios em ponte e rodovias

O deputado estadual Enivaldo dos Anjos, líder do PSD na Assembleia Legislativa, fez duras críticas às concessionárias que administram a Terceira Ponte (Ponte Darcy Castello de Mendonça) e a Rodovia do Sol, que liga Vitória e Vila Velha a Guarapari e ao litoral Sul, e a BR 101 no Espírito Santo, por continuarem cobrando pedágio dos usuários durante o período em que todos os esforços estão sendo no sentido de controlar a disseminação do novo coronavírus, causador da doença COVID-19.

O parlamentar lembrou que a determinação do Ministério da Saúde é para o isolamento social, com a circulação somente das pessoas cujo trabalho é essencial ao atendimento da população. “Isso significa que quem está circulando está envolvido com os serviços essenciais, especialmente na área de saúde. Ou seja, a Rodosol e a Eco-101 estão cobrando pedágio para esse pessoal trabalhar. Não apenas o pessoal da saúde e segurança, mas também de caminhoneiros que não param para garantir o abastecimento do Brasil”, disse Enivaldo.

O líder do PSD participou, na última sexta-feira (27), da sessão virtual realizada pela Assembleia Legislativa, quando, dentre outros projetos de urgência, foi aprovada a decretação do estado de calamidade pública no Espírito Santo até 31 de julho. Isso significa que, durante esse período de vigência do decreto, o Executivo fica dispensado de cumprir resultados fiscais e de limitar empenhos estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Em resumo, o Executivo pode remanejar, livremente, recursos orçamentários para atender à calamidade.

De acordo com Enivaldo dos Anjos, é preciso a humanidade repensar sua vida, “a começar por cada um de nós”. E completa: “Isso inclui empresas que são concessionárias de serviços públicos. Já existem providências relacionadas a empresas de energia e água, então é preciso que os governos peçam às concessionárias de rodovias estaduais e federais que suspendam a cobrança do pedágio até passar a fase de calamidade. É preciso ter sensibilidade nesse momento”.

Além disso, o deputado Enivaldo dos Anjos alertou para o fato de que a própria cobrança de pedágio em si pode ser um fator de propagação do vírus: “As praças de pedágio não aceitam pagamento em cartão, somente em dinheiro e todos sabemos que hoje as moedas e o dinheiro em papel podem transportar o vírus de um infectado para a outra pessoa”.

Leia mais

Ex-vereador Aristides de Água Doce do Norte morre em acidente em Vila Pavão

O ex-vereador Aristides de Água Doce do Norte,...

Qualidade de água consumida por moradores está sendo questionada em Água Doce do Norte

Wesley Pablo O aguadocense Wesley Pablo, morador do distrito de Vila Nelita, interior de Água Doce do Norte, utilizou seu perfil do facebook para questionar...

Homem morre em acidente grave na “curva do pinicão”, em Barra de São Francisco

Um grave acidente foi registrado na manhã desta quinta-feira, 7 de maio de 2020, na conhecida "curva do pinicão", na saída de Barra de...

Gratidão em forma de chocolates: paciente de 81 anos se recupera da COVID-19 e recebe alta

“Gratidão Equipe de Heróis. É com imenso carinho e com o coração cheio de alegria que...

Leia também

Galpão de reciclagem da prefeitura de Boa Esperança é destruído em incêndio

Um incêndio por volta das 23h30 desta segunda-feira...

Defensoria Pública abre 43,5 mil processos para auxílio de R$ 600 negado

O número de processos de assistência jurídica abertos...

Governo adota medidas para ajudar setor elétrico e consumidores durante pandemia

Secretário de energia elétrica do Ministério de Minas e Energia, Rodrigo Limp A pandemia do novo coronavírus provocou redução no consumo de energia elétrica no...