Damião Bonomette clama por instalação de leitos de UTI no Hospital São Marcos

O vereador, Damião Bonomette (PSB), usou a tribuna da Câmara
Municipal durante a Sessão Ordinária desta terça-feira (04), para fazer um
clamor pela instalação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no
Hospital São Marcos.

Segundo Damião, pela segunda vez durante a pandemia, os
leitos foram disponibilizados pelo Governo do Estado, através da Secretaria de
Saúde, e a prefeitura também já se colocou à disposição para ajudar na
instalação e, agora, precisa-se, apenas, que a direção do Hospital São Marcos e
da Sociedade Beneficente São Camilo, mantenedora da unidade, aceite.

“Meu clamor a todos é: Vamos lutar por isso. Não vamos fazer
cálculos de quanto isso pode dar no futuro, mas vamos calcular quantas vidas
podem ser salvas neste ano de 2021, até o dia 31 de dezembro, se tivermos esses
leitos de UTI dentro do Hospital São Marcos. Se não der para colocar 10, que
coloque cinco, que já vai ajudar muito para quem não tem nenhum. Aos senhores
diretores do Hospital São Marcos e da Sociedade Beneficente São Camilo, estou
aqui representando 50 mil habitantes, por favor, aceitem essas UTIs”, falou
Damião.

De acordo com o parlamentar, o contrato para convênios vai
até o dia 31 de dezembro. “A partir daí, será feita uma nova conversa. Se o
Estado não garantir, o Município pode garantir. Podemos reduzir os custos desta
Casa, a prefeitura já fazendo um belíssimo trabalho de redução de custos e
podemos, sim, acredito, continuar com essas UTIs, mas, neste momento, que
aceitem, então, esses equipamentos, que não são baratos, porque não sabemos
quando teremos outra oportunidade como essa e que muitos hospitais Estado à
fora tiverem e aceitaram” continuou o vereador.

Durante sua fala, o Bonomette também falou da importância da
instalação dos leitos e ressaltou a atuação do diretor administrativo do
Hospital São Marcos, Alessandro Prado Aguilera. “A administração vem executando
um trabalho belíssimo aqui no Município, o Alessandro é muito capacitado,
sabemos que quem chega no Hospital é atendido, mas os leitos de UTI são um
sonho desta população, desde os nossos avós, que já morreram e ajudaram a
construir o São Marcos, é um sonho dos venecianos. É muito triste chegar no
Hospital diante de uma situação e ter que ligar para outro município atrás de
vaga de UTI. Já passou da hora de termos isso na nossa cidade e o Hospital tem
condições de aceitar”, disse.

O vereador ressaltou, ainda, que na visita do governador
Renato Casagrande (PSB), no mês passado, para a entrega dos leitos de
enfermaria no São Marcos, as salas onde as UTIs seriam instaladas também foram
apresentadas ao Estado. “O clamor e o grito é de 50 mil habitantes. Vamos
colocar e depois do dia 31 de dezembro, vamos sentar e se o Governo não poder
estender o convênio, vamos fazer aqui e se o Município não tiver condições,
vamos nos movimentar e articular com deputados federais e estaduais. Com
certeza, vamos conseguir salvar muitas vidas, não só daquelas pessoas que estão
com Covid, mas, também, de outras doenças e acidentes. UTI dentro do Hospital
São Marcos não pode ser mais palanque de político nenhum, não pode ser promessa
de ninguém, ela tem que ser real e tem que acontecer neste ano. Que a direção
da Sociedade Beneficente São Camilo e do Hospital São Marcos olhe com carinho
para esse povo que tem fé e coragem para trabalhar e para a história. Não foi
fácil construir esse Hospital, mas fizeram com muito amor e hoje colhemos bons
frutos desse belíssimo trabalho que vêm sendo prestado à comunidade veneciana”,
finalizou Damião.

O Hospital São Marcos foi inaugurado em 25 de abril de 1967
e confiado aos cuidados das Auxiliares Missionárias Combonianas. Ele foi
construído com verbas vindas do exterior a pedido do bispo Dom José Dalvit. Em
1982, ele foi doado para a Sociedade Beneficente São Camilo, que o administra
até hoje.


Leia mais

Leia também