Curso on-line sobre voluntariado no campo das doenças raras está com inscrições abertas

Compartilhe

Estão abertas as inscrições para o curso on-line “Voluntariado no campo das doenças raras”. O público-alvo da iniciativa são familiares, pacientes e interessados no cuidado às pessoas com doenças raras. O conteúdo é resultado de uma parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A atividade gratuita faz parte do Programa de Capacitação e Informação em Doenças Raras, do Governo Federal, por meio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), que ainda prevê a oferta de mais cinco capacitações ao longo de 2022.

Com duração de 30 horas, este primeiro curso busca apresentar conceitos e características do trabalho voluntário, bem como entender suas bases e marcos históricos. Além disso, a capacitação aborda o desenvolvimento de projetos sociais na área, desde a proposta de intervenção até o projeto final, com dicas de planejamento, estratégias, marketing social e engajamento para alavancar o projeto. Ao final de cada módulo, o participante receberá um certificado.

Inscreva-se

Antônio Augusto é pai do jornalista Eduardo George, que tem artrogripose múltipla congênita. Ele aprovou o lançamento da política pública. “É de muita importância a realização deste tipo de curso porque põe em destaque as dificuldades daqueles que convivem com pessoas com as doenças raras. Quanto mais falarmos sobre a doença e buscar ferramentas, teremos menos preconceito e saberemos lidar com as pessoas com a doença e garantiremos mais qualidade de vida a eles”, afirmou.

Saiba mais

As doenças raras são aquelas de etiologias diversas que afetam até 65 indivíduos em cada 100 mil, segundo portaria do Ministério da Saúde. No Brasil, estima-se que 13 milhões de pessoas sejam acometidas com estas condições. A maioria dessas doenças é genética, requer cuidados vitalícios, tem manifestação multissistêmica, complexa, crônica e prognóstico delicado e grave.

O Programa de Capacitação e Informação em Doenças Raras tratará, além do voluntariado, de temas como as condições excepcionais de saúde em relação a aspectos históricos, sociais e biológicos; o itinerário das pessoas inseridas nesse contexto; as políticas públicas voltadas à comunidade de raros; e as necessidades e enfrentamentos das famílias raras e mães atípicas.

Com informações do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Saiba mais: 

Banner

 

Curso on-line sobre voluntariado no campo das doenças raras está com inscrições abertas

Com duração de 30 horas, a iniciativa gratuita faz parte do Programa de Capacitação e Informação em Doenças Raras Foto: Banco de Imagens

Leia também

GOIÁS: Governo Federal repassa mais de R$ 9,4 mi para continuidade de obras

LOC: As cidades de Goiânia, Águas Lindas de Goiás, Anápolis e Luziânia, em Goiás, vão receber, juntas, R$...

Servidores iniciam limpeza aos arredores da escola no Assentamento Três Corações

Servidores da secretaria de Limpeza e serviços da prefeitura de Barra de São Francisco, estão realizando a capina...

Nova Venécia estreia nesta quarta-feira (18) na Copa Espírito Santo

  O Nova Venécia inicia a busca pelo bicampeonato da Copa Espírito Santo na noite desta quarta-feira (18), a...

Jogos Escolares prosseguem nesta quinta, 19, e campeões começam a ser definidos; Confira todos os resultados de quarta-feira

No quarto dia da fase regional dos Jogos Escolares do Espírito Santo (JEES), em Barra de São Francisco,...

ES: criminosos invadem casa e matam homem com mais de 20 tiros

  Um homem de 44 anos foi morto com mais de 20 tiros, na madrugada desta quinta-feira (18), no...

Vila Pavão inicia a entrega dos alimentos do programa CDA

A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, começa nesta quarta-feira (18), a partir das 8...

PRF registra apreensão recorde de cocaína em 2021

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou uma apreensão recorde de cocaína nas rodovias federais em 2021. Foram 40...