Cultura em Toda Parte: inscrições abertas para oficinas e palestras em Vargem Alta

Compartilhe

As atividades de formação são um dos destaques do Cultura em Toda Parte 2022. Nestas quinta-feira (31) e sexta-feira (1º) e no sábado (02), Vargem Alta – segundo município a receber a caravana da Região 2 – terá quatro palestras e duas oficinas que integram a programação do evento. As atividades acontecem no Caminhão Escola, que ficará estacionado ao lado da Praça Alberto do Carmo, e na EEEFM Presidente Lüebke, ambos no Centro da cidade.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas via formulário Google, que está disponível na descrição das atividades (no final da matéria). Cada oficina acontece ao longo de dois dias e as palestras em uma única apresentação. São 15 vagas para cada oficina e 30 vagas para as palestras. As inscrições e a participação nas atividades são gratuitas. 

As oficinas e palestras abordam assuntos em diversas áreas, com foco na cultura. Os inscritos poderão participar de formações nos campos do audiovisual, da escrita, da dança, performance, redes sociais e planejamento cultural. Conheça as oficinas que fazem parte da segunda etapa da Região 2 do Cultura em Toda Parte 2022 e faça sua inscrição.

O Cultura em Toda Parte 2022 é uma idealização da Secretaria da Cultura (Secult) e conta com a gestão e operacionalização do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA). Essa iniciativa também conta com apoio da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e do Serviço Social da Indústria (Sesi).  O Cultura em Toda Parte foi viabilizado por Edital de Chamamento da Lei Aldir Blanc, vinculada à Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

> As inscrições são realizadas no LINK

Oficinas

Roteiro Criativo para Audiovisual 

com Victorhugo Passabon Amorim

31 de março e 1º de abril, às 14 horas

Sobre a oficina: A oficina vai abordar de forma prática como passar para o papel a escrita audiovisual a partir de uma ideia. Os alunos vão aprender diferentes estilos de roteiro audiovisual – documentário, ficção, experimental – e vão desenvolver suas próprias escritas para vídeo a partir de alguma história: real ou inventada.

Sobre Victorhugo Passabon Amorim:  jornalista, cineasta, produtor e articulador cultural. Mestre em Artes Cênicas pela Universidade Paris 8 (Vincennes-Saint Dennis, França), em 2017. Graduado em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em 2013. Dirigiu o curta-metragem “Vinillis Frutiferis”, produzido pelo projeto Revelando Os Brasis – Ano V, participando em diversos festivais de cinema pelo País. Tem em sua trajetória envolvimento com criação e manutenção de cineclubes no Espírito Santo. Em suas pesquisas atuais tem como linhas: performance; documentário x ficção; autoficção; trabalho do ator; cinema. Atualmente desenvolve uma web-série doc experimental, e um podcast voltado para o público infantil.

Corpos Possíveis

com Ricardo Reis

1º de abril, às 14 horas

02 de abril, às 9 horas

Sobre a oficina: A oficina realizará a introdução básica da dança e consciência corporal como meio de expressão artística. Será ministrada como uma fusão de linguagens pensando estruturar uma performance com o dispositivo em dança, que permitirá conhecer o corpo, seus atravessamentos em práticas cotidianas e as informações recebidas nesta rotina, de maneira a pensar em novas possibilidades de movimento.

Sobre Ricardo Reis: membro fundador e diretor artístico do Coletivo Emaranhado, Vitória/ES. Graduando em Educação Física pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Formado no Curso de Qualificação Profissional em Dança Contemporânea pela Escola Técnica de Teatro, Dança e Música (FAFI). Intérprete, criador, instrutor de dança contemporânea e bailarino.

Palestras

Performance e Comunicação – Práticas Culturais Afro-capixabas

com Sara Passabon

31 de março, às 19 horas

Sobre a palestra: Essa palestra se estabelecerá no campo dos estudos das performances e comunicação. As culturas afro-brasileiras e afro-capixabas e suas variantes, em especial, as performances Bantu são os dispositivos potencializadores desta apreciação. A finalidade geral desta palestra é mostrar reflexões de como agentes que atuam no campo da cultura e das artes na Grande Vitória constroem subjetividades que incorporam referências discursivas, imagéticas e estéticas dessas culturas a seus processos comunicacionais em espaços diversos, sejam eles de quaisquer naturezas, que se articulam também por meio de nexos comunicacionais. Para além das reflexões de caráter teórico – que agrega fundamentos do campo da comunicação em interface com os estudos das performances, arte, antropologia, sociologia–, apresentaremos produções culturais e suas performances do/no contexto capixaba. As quais trazem questões das representatividades, visibilidades e subjetividades, localizando as potencialidades comunicacionais das culturas negra e afro-capixaba na sociedade contemporânea.

Sobre Sara Passabon: pesquisadora e diretora teatral: dedica-se à produção, formação e assessorias artísticas e culturais. Mestre e doutora em Artes Cênicas (PPGAC/UNIRIO) e na UEM – Universidade Eduardo Mondlane – Moçambique.  Pós-doutora no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (PÓSCOM/UFES).

Pra Fazer Acontecer: Uma Ação Cultural

com Anclébio de Oliveira Junior

1º de abril, às 10 horas

Sobre a palestra: o encontro é formação elaborada para proporcionar uma compreensão simples e descomplicada das etapas que compõem uma ação cultural: a elaboração, a execução e a prestação de contas. O objetivo desta formação é apresentar possibilidades de organização e direcionamento na construção de ações culturais em várias dimensões no universo da economia criativa. Destinada aos produtores criativos, sobretudo, àqueles que começam a trilhar o caminho do empreendedorismo cultural.

Sobre Anclébio de Oliveira Junior: professor, historiador e designer, um apaixonado pela cultura do Espírito Santo. Nascido em Iúna do Caparaó e hoje morando na Capital Secreta onde atua como produtor cultural e faz parcerias com inúmeros artistas de diversas linguagens. Pesquisador de Carnaval, a grande paixão, escreveu “Carnaval: Um Projeto de Design” e inúmeros enredos para diversas escolas de samba do Espírito Santo: Jucutuquara, MUG, São Torquato. Atualmente faz parte da Comissão de Carnaval da Chega Mais e escreveu o enredo da Boa Vista para o Carnaval 2022. Desenvolveu projetos com a Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial e as Agremiações Carnavalescas da Grande Vitória.

Educação Patrimonial e Educação, Memórias e Identidades

com Clair Júnior 

1º de abril, às 14 horas

Sobre a palestra: a proposta da palestra é promover uma jornada formativa com a apresentação dos princípios de uma pesquisa de campo e técnicas básicas de levantamento documental, com ênfase em bens de natureza imaterial, visando a estimular os participantes a identificarem e valorizarem as referências culturais em suas localidades de origem.

Sobre Clair Junior: mestre em Artes e Licenciado em História, todas pela Universidade Federal do Espírito Santo. É especialista em Gestão do Patrimônio Cultural Imaterial pela Universidade Nacional de Córdoba, na Argentina. Como consultor da UNESCO, realizou atividades de mobilização social, articulação institucional e promoção e difusão dos bens culturais, especialmente de natureza imaterial, registrados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan.

Planejamento de Redes Sociais para Eventos Culturais

com Aline Alves

2 de abril, às 10 horas

Sobre a palestra: a palestra tem como objetivo apresentar estratégias e ferramentas para divulgação de projetos ligados à arte e cultura. Serão abordadas etapas ligadas ao planejamento, como escolha dos canais e cronograma de publicações; além de distribuição, com dicas para aumentar o engajamento do público de forma orgânica ou por meio de impulsionamento (anúncio simplificado).

Sobre Aline Alves: manauara – radicada no Espírito Santo – jornalista e produtora cultural. Tem experiência em criação de conteúdo, especialmente para internet e TV. Apresentou o programa Em Movimento, da TV Gazeta ES; coordenou equipes de comunicação em festivais culturais; é coeditora do livro “Marcus Vinícius: A Presença do Mundo Em Mim”, sobre o performer capixaba Marcus Vinícius; e participou da elaboração do Plano Estadual de Cultura do Espírito Santo (2013-2023).

Dúvidas e informações:

IBCA
e-mail: atendimento.ibca@gmail.com
Telefone: 27 33272751
Whatsapp: 27-992417022
Atendimento: segunda a sexta, das 10h às 17h

 

Leia também

Passador de gado é construído pela prefeitura de Barra de São Francisco no Córrego do Itá

Funcionários da Secretaria de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, fizeram no ultimo sábado...

ES: crianças em situação análoga à escravidão eram obrigadas a vender doces e pedir dinheiro em bares

  Crianças encontradas em situação análoga à escravidão no ES eram obrigadas a vender doces e pedir dinheiro em...

Espírito Santo lança editais para profissionais de saúde com salários de até R$ 15 mil; confira

O Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) está com 208 vagas abertas para profissionais...

Polícia Civil recupera celular roubado na zona rural de Jaguaré

Polícia Civil recupera celular roubado na zona rural de Jaguaré

Greve termina e peritos do INSS voltam a trabalhar nesta segunda

  Passados 50 dias do início da greve de peritos médicos federais, a fila que se forma no Instituto...

MOBILIDADE URBANA: MDR debate importância do transporte público sobre trilhos

O Ministério do Desenvolvimento Regional está trabalhando para apoiar o transporte público coletivo sobre trilhos. As ações incluem programas...

Pacheco silencia, e senadores resistem a projeto que censura pesquisas eleitorais

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A redação do novo Código Eleitoral, que entre outros pontos censura pesquisas nas vésperas...