“Cuba precisa de uma nova inserção internacional para sair da crise atual”, diz Breno Altman

O jornalista Breno Altman, em entrevista à TV 247, defendeu que Cuba passe por um novo processo de maior interação no comércio internacional. Ele explicou que a ilha caribenha depende de relações com países amigáveis e não dispõe de vastos recursos naturais para oferecer soluções internas para a forte crise econômica que atravessa.

“Temos sempre que nos lembrar que Cuba é uma ilha sem riquezas naturais. É uma população pequena, um país que sofre um bloqueio brutal e praticamente estava excluído das relações comerciais com os países da sua própria região. Então, o momento do colapso da União Soviética não pôde ser resolvido”, afirmou.

Altman reforçou que a crise atual é “estrutural” e agravada pelo bloqueio econômico e pelo estrangulamento de países aliados na região. “A crise piora com a regressão política na América Latina, com a queda do governo Dilma, com a queda do governo Rafael Correia, com o acirramento do bloqueio contra o país, e com as dificuldades econômicas e sanções sofridas pela Venezuela. O estrangulamento da economia venezuelana impactou diretamente a economia cubana. Então, ela vive essa crise estrutural. Cuba precisa de uma nova inserção internacional para sair da crise estrutural. Ela não tem soluções internas possíveis, que resolvam estruturalmente o problema, que o governo cubano vinha buscando e, por isso mesmo, o governo Trump apertou o bloqueio”, completou.

 

 

Breno Altman

Breno Altman (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)