Cuba afirma que os EUA não têm autoridade para promover a paz

O chanceler de Cuba, Bruno Rodríguez, afirmou nesta terça-feira (21) que o governo dos Estados Unidosnão tem autoridade moral para impulsionar iniciativas a favor da paz, da dignidade humana e do desenvolvimento no mundo.

Comentando no Twitter o discurso do presidente norte-americano, Joe Biden, durante a 76.ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, na qual elogiou os seus compromissos com as organizações multilaterais, Rodriguez criticou a estratégia divisionista de Washington.

O chanceler cubano dsse que o governo do presidente Biden comete um grave erro, com consequências para todos, em seu empenho em dividir o mundo entre aqueles que se submetem e aqueles que defendem com dignidade seu direito soberano à autodeterminação, acrescentou.

Rodríguez assinalou ainda que a aplicação dissimulada da política externa errada e perigosa de Donald Trump (2017-2021) compromete o atual governo dos EUA com a mesma responsabilidade pelos danos à paz e à estabilidade internacional, e suas graves consequências, informa a Prensa Latina.

 

 

Chanceler cubano Bruno Rodríguez

Chanceler cubano Bruno Rodríguez (Foto: Prensa Latina)