Covid-19: Rio vacinou 53,7% da população com uma dose de reforço

Compartilhe

A cidade do Rio de Janeiro aplicou a primeira dose de reforço contra a covid-19 em 53,7% da população. Segundo os dados da Secretaria Municipal de Saúde, o percentual é bem inferior aos 88,3% que receberam as duas primeiras doses ou a dose única da Janssen.

Entre os adolescentes, aqueles que receberam a dose de reforço são apenas 23%. Já na faixa etária entre 20 e 29 anos, o percentual é de 46%. A cobertura da dose de reforço entre os que têm de 30 a 39 anos sobe um pouco (53%).

Considerando s crianças de 5 a 11 anos de idade, que ainda não estão recebendo a dose de reforço, o percentual daqueles que não tomaram nenhuma dose da vacina chega a 21%.

Postos abertos

Para imunizar a população contra a covid-19, os postos de saúde da cidade do Rio de Janeiro abrem hoje (17) e amanhã das 8h às 12h. Estão sendo aplicadas as duas primeiras doses da vacina para todos com cinco anos ou mais que ainda não se vacinaram.

A primeira dose de reforço está sendo aplicada a todos que têm 12 anos ou mais, enquanto a segunda dose de reforço é destinada à população com 50 anos ou mais e a trabalhadores da saúde com pelo menos 30 anos.

O intervalo entre a primeira e a segunda doses varia de acordo com o tipo de vacina: Pfizer (21 dias), CoronaVac (4 semanas), AstraZeneca (8 semanas).

Já o intervalo entre a segunda dose e a primeira dose de reforço é de, no mínimo, 4 meses para a Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca. Para quem se imunizou com a dose única da Janssen, o intervalo para a primeira dose de reforço é de 2 meses.

O intervalo entre a primeira dose de reforço e a segunda é de 4 meses, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Letalidade

A taxa de letalidade da covid-19 na cidade atingiu 8,7% no primeiro ano da pandemia. Foram 284,7 óbitos por 100 mil habitantes. No ano seguinte, quando se iniciou a vacinação, a letalidade recuou para 5,6% e as mortes caíram para 241,7 por 100 mil habitantes.

Em 2022, com a maioria da população já imunizada, inclusive crianças e adolescentes, a taxa de letalidade despencou para 0,3%. Foram 26,8 mortos em cada 100 mil habitantes.

Covid-19: Rio vacinou 53,7% da população com uma dose de reforço

Leia também

INDICADORES: Preço do boi gordo tem alta nesta sexta-feira (24)

A cotação da arroba do boi gordo começou a sexta-feira (24) com alta de 0,08% e o produto...

Homem tenta roubar casal de idosos e é preso pela PM em São Gabriel da Palha

  Um homem de 45 anos foi detido por policias militares, na noite desta quarta-feira (22), em São Gabriel...

Francisquense Todinho fala sobre episódio em que foi derrubado por cavalo da PM no Mineirão

O empresário francisquense Fábio Martins, da TD Granitos, popularmente conhecido como Todinho falou com o SiteBarra sobre o...

Força tarefa das Águas já beneficiou 35 mil pessoas

Até agora, cerca de 35 mil pessoas foram beneficiadas pelo programa Força Tarefa das Águas, iniciativa que reúne...

Espírito Santo registra queda de acidentes e mortes nas estradas federais durante ‘feriadão’ de Corpus Christi

    Policiais rodoviários federais fazem abordagem a veículo em estrada capixaba. — Foto: Divulgação/PRF O Espírito Santo registou queda no...

Pacientes renais visitam a clínica de homodiálise e demonstram ansiedade pelo tratamento

O aposentado Ludovico Saar, 73 anos, luta pela vida há décadas com problemas renais. Ele já chegou a...

Projeto Doce Vivo completa dois anos e contribui para os cuidados com a água do Rio Doce

  O projeto Doce Vivo, que busca orientar as comunidades da bacia do rio Doce sobre os cuidados com...