Covid-19: Média móvel de mortes registra queda pelo 10º dia seguido; RJ mantém taxa de letalidade acima da média nacional, com 5,54%

O Brasil registrou 764 óbitos pela Covid-19 em 24 horas, de acordo com o último balanço divulgado nesta quinta-feira (2) com dados do Ministério da Saúde reunidos no Painel Covid-19 do portal Brasil 61.com. A média móvel de mortes, que leva em conta os óbitos dos últimos sete dias, apresentou queda pelo décimo dia seguido, entre os menores patamares do ano. 
 
Foram notificados 26.280 novos casos, com isso, o número de pessoas infectadas desde o início da pandemia superou 20,8 milhões – o número de recuperados somam 19.801.725. Outros 446.856 quadros ainda estão em acompanhamento. O total de vidas perdidas chegou a 581.914. 

Serrana (SP) será o primeiro município a aplicar 3ª dose da vacina em idosos acima de 60 anos

Bauru: vacinação da Covid-19 para pessoas com 18 anos ou mais começa na próxima semana
 
O estado do Rio de Janeiro segue superando a média nacional com a maior taxa de letalidade do país, com 5,54%. Em seguida estão São Paulo, Amazonas, Pernambuco e Maranhão. A taxa de letalidade média do Brasil é de 2,8%.

Taxa de letalidade nos estados

  • Rio de Janeiro – 5,54%
  • São Paulo – 3,42%
  • Amazonas – 3,22%
  • Pernambuco – 3,19%
  • Maranhão – 2,87%
  • Pará – 2,82%
  • Goiás – 2,74%
  • Ceará – 2,58%
  • Alagoas – 2,58%
  • Paraná – 2,57%
  • Minas Gerais – 2,57%
  • Mato Grosso – 2,56%
  • Mato Grosso do Sul – 2,54%
  • Rondônia – 2,46%
  • Rio Grande do Sul – 2,43%
  • Piauí – 2,19%
  • Espírito Santo – 2,18%
  • Bahia – 2,17%
  • Sergipe – 2,16%
  • Distrito Federal – 2,13%
  • Paraíba – 2,12%
  • Acre – 2,07%
  • Rio Grande do Norte – 1,99%
  • Tocantins – 1,68%
  • Santa Catarina – 1,62%
  • Amapá – 1,60%
  • Roraima – 1,57% 

Municípios

No ranking dos municípios, Janduís (RN) vinha apresentando, há semanas, recorde na taxa de letalidade pela Covid-19. Nesta semana, o índice chegou a registrar 87,50%, depois de uma queda brusca passando de 31,33% para 1,53% entre segunda e terça-feira.
 
Procurada para avaliar a divergência dos índices, a secretária municipal de saúde de Janduís, Edinete Bezerra, informou que a taxa não condiz com a realidade do município, que tem pouco mais de cinco mil habitantes, 645 casos registrados desde o início da pandemia e apenas 9 óbitos confirmados. 
 
A prefeitura disse ainda que o município se encontra há semanas no ranking do governo do estado em melhor situação na pandemia. Em relação à vacinação, 85% da população já foi vacinada com a primeira dose e 42% já concluiu a imunização.
 
Questionado sobre a inconsistência dos dados, o Ministério da Saúde apontou que responsabilidade seria do estado, que preenche e repassa as informações, apenas replicadas na plataforma do LocalizaSUS. A equipe de reportagem segue apurando com o governo do Rio Grande do Norte a desconformidade dos dados.
 
De acordo com o levantamento, 31 municípios têm taxas de letalidade em 0%, ou seja, não houve nenhum óbito pela doença confirmado até o momento. Entre eles estão Taipas do Tocantins (TO), Serra Azul de Minas (MG) e Santa Filomena do Maranhão (MA).

Vacinação

Um balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, nesta sexta-feira (3), aponta que 40% da população brasileira já completou o esquema de vacinação contra a Covid-19. O índice representa 64 milhões de pessoas com mais de 18 anos. No caso de aplicação de primeira dose, 132 milhões já foram aplicadas, o que representa cerca de 83,4% do público-alvo de 160 milhões de adultos no Brasil.
 
Na avaliação da pasta, o avanço da vacinação traz resultados positivos. Um dos principais é a queda na taxa de ocupação dos leitos de enfermaria e UTI, que já está abaixo de 50% e dentro dos padrões de normalidade em 19 estados do País. As médias móveis de casos e óbitos também estão em queda e registraram, nos últimos dois meses, redução de 61% e 60%, respectivamente.

Hospital de campanha Covid-19. Foto: Agência Brasil.Hospital de campanha Covid-19. Foto: Agência Brasil.