Covid-19: Barra de São Francisco inicia vacinação de crianças de 10 e 11 anos sem comorbidades

Compartilhe

Teve início na manhã desta terça-feira, 18, a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos de idade com deficiência ou comorbidades contra o novo Coronavírus (Covid-19). Por volta das 10h a Secretaria Municipal de Saúde informou que crianças com 10 e 11 anos sem comorbidades também estão sendo vacinadas. A imunização desse público é um processo fundamental para o controle da pandemia e segurança de toda população. A primeira dose é da Pfizer/BioNTech.

Barra de São Francisco recebeu 240 doses pediátricas da vacina que estão sendo aplicadas nas Unidades Estratégias em Saúde da Família dos bairros Bambé, Irmãos Fernandes, Vila Vicente, e no Pavilhão.

“A vacinação das crianças deve seguir até o mês de junho para aplicação das duas doses. Queremos vacinar rapidamente todas as crianças para protegê-las o mais rápido possível desse vírus. A vacina traz proteção para as crianças e é um ato de responsabilidade dos pais para com seus filhos”, comentou o secretário da Saúde de Barra de São Francisco, Elcimar de Souza Alves.

Caso a criança tenha tomado alguma vacina do Calendário Nacional de Imunização, é necessário aguardar 15 dias para receber a dose da Pfizer contra Covid-19. A segunda dose será aplicada com o intervalo de oito semanas (56 dias). Além disso, as crianças que completam 12 anos de idade entre a primeira e a segunda dose devem permanecer com o esquema de vacinação com a dose pediátrica.

Não será exigida a prescrição médica para imunização desse público em  Barra de São Francisco, porém, os indivíduos que se enquadram no grupo de comorbidade deverão apresentar laudo que comprove a sua situação específica no ato da imunização.

Clique aqui e confira a íntegra da Resolução CIB N° 010/2022, publicada no Diário Oficial do Espírito Santo. No texto, é possível conferir os tipos de comorbidades.

Diferença entre as doses para aplicadas em crianças e adultos

A Vacinação da Pfizer já é utilizada no esquema vacinal padrão de adolescentes e adultos e na aplicação de dose de reforço. Entretanto, os lotes destinados às crianças apresentam algumas diferenças como nos frascos, dosagem e tempo de armazenamento.

Eduardo Hartvig, 11 anos, filho de Daiara Hartvig e Emerson Pereira de Souza recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Leia também

Lula diz esperar que Moro tenha o direito de defesa que ele não teve na Lava Jato

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta terça-feira esperar que...

Projetos sobre combustíveis devem tramitar rápido no Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), tem mostrado interesse em colocar na pauta de votação na Casa...

Domingo ainda registra temperaturas baixas, mas frio perde força

Depois da última semana em que uma massa de ar polar derrubou as temperaturas em todo o país,...

Passador de gado é construído pela prefeitura de Barra de São Francisco no Córrego do Itá

Funcionários da Secretaria de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, fizeram no ultimo sábado...

Carro bate em palmeira e arranca árvore do lugar na reta do bairro Aeroporto

  Um acidente foi registrado na manhã desta segunda-feira, dia 23, na reta do bairro Aeroporto, em Nova Venécia. Segundo...

IMPOSTO DE RENDA 2022: Últimos dias para declaração; prazo vai até 31 de maio

<! para a última hora; sou extremamente desorganizada. Antes eu tinha uma contadora, mas ano passado eu fiz...

Homem que desafiou a polícia é preso com drogas e arma em Mantenópolis

Uma grande movimentação de viaturas da Polícia Militar chamou atenção de moradores de Mantenópolis, no Norte do Espírito...