Corrupção: Macri é acusado de enriquecimento ilícito e ocultação de patrimônio


Revista Fórum – O ex-presidente argentino Maurício Macri será investigado por possível ocultação quando teve que declarar seus bens ao se tornar presidente.

O procurador da República Ramiro González decidiu acusar Macri em parecer e promover as primeiras medidas investigativas com base em denúncia feita pela Oficina Anticorrupção (OA), após apresentação inicial da Inspetoria Geral de Justiça (IGJ).

De acordo com a OA, o ex-presidente omitiu em suas declarações juramentadas sua participação real na sociedade agrícola Guayquiraró (Agro G SA), empresa pela qual conseguiu arrecadar 54.286.824 pesos (R$ 2.822.914,848) ainda durante sua passagem pela Casa Rosada.

O dinheiro foi transferido para o “blind trust” que Macri anunciou em 2016, após o escândalo dos Panama Papers, e de lá o dinheiro poderia ser retirado.

Confira a íntegra na Revista Fórum.


Leia mais

Leia também