Coronavírus: Guarapari intensifica fiscalização durante feriado para evitar entrada de turistas, no ES

A Prefeitura de Guarapari, no litoral do Espírito Santo, reforçou a fiscalização nas barreiras sanitárias instaladas nos três pontos de acesso ao município. O objetivo é controlar a entrada de pessoas no balneário, principalmente por causa do feriados de Nossa Senhora da Penha (20) e Tiradentes (21), e evitar o avanço do contágio pelo novo coronavírus (Covid-19).

Desde meados de março, a administração municipal proíbe a entrada e circulação de veículos de turismo. As ações são diárias e contam com o apoio da Polícia Militar, Corpo de Bombeiro e Equipe de Salvamento Marítimo.

Agora, a fiscalização é intensificada durante os feriados, já que a cidade é muito procurada por visitantes. Além das estradas, as ações têm foco nos comércios.

Os pontos de bloqueio ficam na BR-101, próximo à rodoviária; na Rodovia do Sol, após o pedágio; em Meaípe, próximo ao posto de gasolina Meaípe.

De acordo com o secretário de postura de trânsito de Guarapari, Luiz Carlos Cardoso Filho, se a fiscalização detectar passageiros ou condutores com sintomas semelhantes aos da Covid-19, a pessoa será encaminhada para uma unidade de saúde.

“A ação está sendo intensificada visando o controle de quem está vindo para o município, saber se está vindo a passeio ou porque é morador. Se alguém no carro tiver os sintomas, faremos o encaminhamento imediato à unidade de saúde”, apontou.

O município de Guarapari já tem seis casos confirmados do novo coronavírus.

Turismo proibido

Um decreto municipal proíbe o acesso de vans e ônibus de turismo no município de Guarapari, mas os carros de passeio podem continuar entrando no balneário.

“Essa abordagem é educativa, não é obrigatório parar. A gente não pode proibir um veículo de passeio de entrar no município, mas vans e ônibus, sim”, lembrou o secretário.

Movimento nas estradas

Cardoso disse, ainda, que o movimento nas estradas está semelhante ao de um feriado comum, quando não havia as medidas de isolamento social adotadas como forma de prevenção à pandemia do novo coronavírus. O ideal, de acordo com ele, seria que esse movimento fosse muito menor.

“É um movimento comum no município pela proximidade do feriado, mas é necessário que seja um número menor ainda. É preciso que as pessoas fiquem mais em casa para evitar qualquer nível de proliferação dessa doença”, destacou.

Semana Santa

No último feriado, o da Semana Santa, as três barreiras sanitárias instaladas em Guarapari abordaram 226 veículos, dos quais 75% eram originários da Grande Vitória. A maioria dos ocupantes tinha casa em Guarapari ou passaria o feriado em casa de parentes.

Máscaras obrigatórias

Um novo decreto foi publicado nesta sexta-feira (17) obrigando o uso de máscaras também para os clientes de estabelecimentos comerciais.

Os funcionários do comércio de serviços essenciais já usam o equipamento. Além disso, o decreto estabelece que os estabelecimentos só podem receber uma pessoa a cada 12 m²

“Tanto os funcionários quanto os clientes dos estabelecimentos têm que ter a máscara de proteção. A ideia é evitar que o número de contaminados aumente. O decreto também estabelece a entrada de um cliente a cada 12 m² nos comércios, para evitar aglomeração”, explicou o secretário.

Informações: G1/ES


Leia mais

Leia também